Dólar não se mexe diante do assédio do STF,PGR e PF sobre o governo Temer

O Correio do Povo potencializa em manchete o cerco de Janot sobre Temer.

O assédio da PGR (Rodrigo Janot) sobre o presidente Michel Temer, mais intenso ontem, não foi capaz de mexer com os nervos do mercado, o que explica por que razão o dólar renovou diversas mínimas nesta segunda-feira, seguindo o movimento de realização de lucros que foi induzido pelo ambiente externo, enquanto os investidores aguardam por novidades no cenário político. 

Os fundamentos mais sólidos da economia (inflação em queda e retomada da economia) parecem conter nervosismos que seriam normais diante do turvo cenário decorrente das ações do STF, PGR e Polícia Federal sobre o governo e seus aliados.

A moeda norte-americana testou o suporte dos R$ 3,30, tocando o patamar dos R$ 3,29.

5 comentários:

Anônimo disse...

Ainda bem. O mercado já reconhece que é tentativa de golpe e não passará na câmara.

Anônimo disse...

Os analistas políticos, só pra variar, estão fazendo a análise errada. O fator de instabilidade para o mercado não é o temer, mAs o Meireles. A mensagem do mercado é: pouco me importa o temer,inclusive podem troca lo por outro fantoche, mas no Meireles ninguém mexe. Assim os bancos seguem mandando no Brasil.

Emmanuel Carlos disse...

Leia-se: cerco do PT a Temer ...
Convenhamos que Temer não é lá essas coisas; mas que o PT e seus satélites, entre os muitos encastelados em cargos nos três poderes, são muito piores e mais corruptos.

Anônimo disse...

Achei a denúncia FRÁGIL, baseada numa fita cheia de chiados e nenhuma revelação bombástica!! Muita dedução, mas sequer fortes indícios tem na denúncia de Janot!! Acho que Temer foi mais esperto do que Joesley naquela gravação!! Talvez desconfiasse do cabra da Friboi!! Se não aparecer fato novo, Temer termina seu mandato sem sobressaltos!!! Isso é bom? Sei lá!

Anônimo disse...

Isso é bom. A Câmara não aprovará está tentativa de golpe baixo.