Assembléia do RS nega-se a acabar com a farra de cedências para sindicatos e que custam R$ 37,7 milhões anuais para os cofres públicos

CLIQUE AQUI para examinar a lista Top 10 dos sindicalistas que mais ganham sem trabalhar para a população que os paga mensalmente, ano após ano.

Uma das propostas que mais resistência encontra entre os deputados, alguns até da base do governo, é aquele que quer acabar com a vergonhosa cedência de servidores estaduais para sindicatos e entidades que movem campanhas virulentas contra todos os governos.

Dirigentes sindicais remunerados regiamente pelo Tesouro, perpetuam-se anos e anos nos sindicatos, sem trabalhar para o público que os remunera,

São dezenas e dezenas de casos. Eles custam R$ 37,7 milhões anuais para os cofres públicos, sem prestarem serviço ao povo que paga seus altos salários, alguns deles de mais de R$ 50 mil.

Cedência para sindicatos: a PEC 256/2016 elimina a remuneração, por parte do Estado, de servidores que não desempenham funções nas quais foram nomeados após concurso por estarem cedidos a entidades de classe. Situação: sem votação.