Giovani Feltes decepciona com discurso frouxo na Federasul

Mais uma vez volta à mesa o surrado discurso gaúcho de ressarcimento por investimentos feitos pelo governo estadual  em estradas federais, tudo por ocasião do governo Pedro Simon, há três décadas.

É o que passou a defender o secretrário da Fazenda, Giovani Feltes.

Seriam R$ 2 bilhões devidos pela União.

Dinheiro caído do céu ajuda pontualmente, mas receita episódica não resolve despesas permanentes.

Foi a pior parte do discurso que o secretário fez ontem ao meio dia na Federasul, que teve lotação esgotada.

Como se sabe, todos os governos estaduais estão em Brasília com o pires na mão e o governo federal não tem o que colocar neles.

Ele continua sem dizer como vai debelar estruturalmente a crise fiscal gaúcha e nem quando ela acabará.

9 comentários:

Anônimo disse...

Privatiza tudo!

Alberto/NH disse...

Pior é que Feltes, Lucas, entre outros, foram eleitos para representar o Vale do Sinos como DEPUTADOS e foi para isso que receberam votos mas se tornaram Secretários ignorando assim os milhares de eleitores.

Anônimo disse...

Viva a República Riograndense desde 1835!!!! RS é superavitário, manda quase 70 BILHÕES A BRASÍLIA e só retorna 12 BILHÕES............

Anônimo disse...

Políbio,

Os Governadores estão ferrados e não sabem o que fazer, inclusive o Sartori.

Todos evitam falar em corte de pensões e salários em ano de eleições.

A solução será DOLOROSA.

JulioK

Anônimo disse...

A culpa é do "espetaculoso aumento" de 8,13% destinado aos servidores do Poder Judiciário!

elias disse...

9:57
É isso ai.
E a bahea manda 5 bi e recebe 15(quinze!
E vai por ai a fora no nordeste e norte.

Unknown disse...

Hora de começar a pagar a turma das ações judicias com precatórios!!! Hora de experimentarem do próprio veneno!!!

Anônimo disse...

Já estão na metade do mandato e ainda não apresentaram nada. Só chororô, não foi prá isso que o gringo foi eleito. Tá igualzinho ao Rigotto, que passou 4 anos chorando. Que chamem a Yeda Crusius de volta prá arrumar a casa, mas não prá entregar novamente ao PT, né?

Anônimo disse...

Isso q dá botar um cidadão de nível médio na frente das finanças do estado, como se não houvessem especialistas nesta área no estado.
Lixo esse Feltes assim como lixo é o sartorão o líder maior e amigão do polibio.