Fiergs começa a descer do muro e já propõe reformas ao novo governo do Brasil

A Fiergs começou a descer lenta, gradual e seguramente do muro, e embora ainda não tenha dado Adeus a Dilma, passou a fazer propostas para o novo governo.

Em comunicado de ontem a tarde, a entidade fala em reformas:

- É necessário repensar o Brasil, através de uma Reforma Política que abra o caminho para as demais mudanças estruturais, como da Previdência, Tributária, Trabalhista e Administrativa. O impeachment “não é um fim, mas um meio”. Por isto, sozinho, não solucionará “os males e malfeitos atuais no País.

A Fiergs também tirou nota para falar sobre a taxa de juros. A entidade acha que eles começarão a cair no segundo semestre. 

Segundo a Fiergs, o importante é dar destaque para o que a entidade publicou no mês de março no manifesto intitulado “O Brasil não Pode Esperar”. No texto, é pontuado que não se admite o País ser transformado “em uma republiqueta na política” e voltar a ser "uma colônia na economia”. Em função disso, a Fiergs elabora, juntamente com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), a Agenda Para o Brasil sair da Crise - 2016 / 2018.  “Na prática, precisamos de um tratamento rápido e eficaz para tirar a economia brasileira da UTI. A retomada da confiança interna é o primeiro requisito, através de um amplo entendimento nacional, sendo requisito o resgate da harmonia entre os Poderes Constituídos”, avalia Heitor Muller, o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, que sempre esteve alinhado com Dilma e até agora não fez qualquer autocrítica ou manifestou apoio ao governo Temer. 

Ele avisou:

- O fato é que precisamos o mais rápido possível destravar a economia. Os governantes precisam dar respostas claras e rápidas para a retomada do crescimento. Como dissemos no nosso manifesto, o Brasil não pode esperar.

12 comentários:

Anônimo disse...

Políbio,

Baita "pilantra" moral, este tal Muller!!

JulioK

Anônimo disse...

AVISEM a FIERGS que o PT ainda não saiu do governo, Dilma continua em Brasília e que não deu golpe!

A propósito, Stalin vive.

Que dia é hoje?

Anônimo disse...

Tem que fazer uma limpa na ratatulha lulopestista que assola a FIERGS.

A hora é agora, não espere acontecer...

Anônimo disse...

Esse Heitor Muller é um hipócrita. Não sei como os empresários ainda não o destituíram do cargo.

elias disse...

Que cara de pau.
Tinha que ser expulso a pontapés essa tranqueira.
Que rabão preso, hein?
O bananão a cada dia me surpreende mais. E ainda dão espaço para essa naba.

Anônimo disse...

Essa turma, liderada por esse veio alemão, eternamente em cimna do muro, nada mais são do que ratos oportunistas que adoram mamar nas tetinhas do governo. Coloque-os para disputar no livre mercado que não conseguirão nem mesmo se estabelecer para vender pastel na rodoviária tamanha a incompetência!

Anônimo disse...

eles passam, eu passarinho. (Mário Quintana)

Anônimo disse...

O bom para a humanidade é que independentemente das medalhas, títulos, dinheiro e outros 'mequetrefes' a Natureza sempre faz cumprir o seu papel, e a renovação acontece.

Anônimo disse...

http://jovempan.uol.com.br/noticias/brasil/politica/ex-governadores-do-amazonas-receberam-milhoes-em-propina-por-estadio-da-copa-e-outras-obras-dizem-delatores.html

Anônimo disse...

A FIERGS poderia consultar a impeachada sobre como destravar a Economia.

Anônimo disse...

A cachorrada da FIERGS resolveu latir depois que a caravana passou!
Auauauauauauau...CANALHAS CAGÕES!

Anônimo disse...

É muita cara de pau, precisa de óleo de peroba para se apresentar ao novo governo e continuar recebendo polpudas verbas federais.