Eliseu Padilha defende o imediato rompimento com o governo Dilma Roussef

Uma troca de mensagens obtida pelo jornal O Estado de S. Paulo revela o ex-ministro da Aviação Civil e um dos principais aliados do vice-presidente Michel Temer, Eliseu Padilha, em intensa articulação pela saída do PMDB do governo após a convenção da legenda agendada para o próximo dia 12. O evento deverá selar a recondução de Temer ao comando do partido por mais dois anos. Ele ocupa o posto desde 2001.

A troca das mensagens ocorreu no último fim de semana no grupo do aplicativo do WhatsApp intitulado "espaço das filiais".

O que disse Padilha:

-  A meu ver, a Convenção Nacional do PMDB que vai ocorrer no próximo dia 12, pode e deve iniciar o debate sobre quando vamos oficializar a decisão pela candidatura própria à Presidência da República e por consequência quando vamos entregar todos os cargos no governo. Para mim, o tema é simples e da mais absoluta lógica política e ética. Não me passa na cabeça que queiramos iludir aos peemedebistas e/ou ao governo, dizendo uma e fazendo outra coisa. Confirmada a candidatura própria à Presidência da República, imediatamente o partido deverá entregar todos cargos no governo", defende o ex-ministro, responsável pela formação política do PMDB.

O ex-ministro Eliseu Padilha diz que a debandada do governo deve ocorrer o mais distante de 2018 possível para o partido manter "seu crédito político".

E avisou:

- Ora, como vamos ter candidato próprio à Presidência da República e o PT não vai nos apoiar, certamente, por uma questão de lógica, mas também de coerência política, o PMDB, em momento que preserve seu crédito político ante a sociedade, em tempo o mais distante possível das eleições, deverá entregar todos os cargos, deixando o governo. Ninguém vai votar em candidato do PMDB à Presidência, com o PMDB no governo. Os interesses do partido devem estar acima dos interesses individuais de quem ainda tem cargos no governo. Sabemos o quanto é importante para alguns companheiros a manutenção de cargos no governo. Mas, também sabemos que os interesses da coletividade partidária, do partido, estão acima dos interesses individuais. Então, decidida a candidatura própria à Presidência da República, automaticamente também foi decidida a saída do governo. A entrega dos cargos pelo PMDB."


Eliseu Padilha, por meio da assessoria, confirmou o teor das mensagens.

13 comentários:

elias disse...

Só se preocupam com os interesses do partido.
Aliás, são governo desde o tancredo!
A população?
Quem está preocupado com a população?
O bananão é uma piada.

Anônimo disse...

Eliseu Padilha e seu chefe imediato o vice-presidente Michael Temer não são nem unanimidade dentro do Partido, nem quando estava no Governo conseguiam controlar Deputados e Senadores do Partido.

Anônimo disse...

O PMDB VIVE ETERNAMENTE DE CARGOS.PRA ELE NÃO INTERESSA PRESIDÊNCIA,BASTA DAR UNS CARGUINHOS AQUI E ALI E ELES FICAM MAIS FACEIROS QUE MOSCA EM TAMPA DE XAROPE.O PARTIDO MAIS INTERESSEIRO DO BRASIL.E PARA ESTAR ALIADO AO PT,NÃO É LÁ ESTAS COISAS.VIROU FARINHA.ROMPER COM O PT E FICAR SEM CARGOS?NEM QUE A VACA TUSSA.

Anônimo disse...

Se correr o bicho pega, e se ficar, o bicho come. Isto é, se PMDB sair do governo o vácuo será preenchido por petralhas, e se ficar pode cair junto com o governo.

Anônimo disse...

ISSO É CONVERSA PARA AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS, E TEREM BARGANHA E SEREM
VICE PARA PRESIDÊNCIA EM 2018.

Anônimo disse...

Tudo que se fizer e dizer agora visa exclusivamente as eleições municipais.

Anônimo disse...

Definitivamente os ratos estão abandonando o esgoto...

Anônimo disse...

UMA VEZ MUIÉ do PT, sempre muié!

Anônimo disse...

Quem apóia esta. Bandilma ainda vai afundar com ela...kkkk

Fora pt,pp do Maluf,PMDB os 3 partidos do petrolao

Fora PDT aliado da Pinoquia este Pdt
Não é o mesmo do que foi um dia com Brizola...se vendeu ao pt por cargos... PP,PT,PMDB,rede,PSOL,pstu,PDT,fora

Anônimo disse...

O Padilha tem toda razão, é só imaginar um cenário em que o contrário estivesse acontecendo, o PT já teria dado uma apunhalada nas costa do PMDB há muito tempo. O Temer se presidente fosse, já estaria mortinho da silva, a petralhada já teriam impichado o presidente e teriam assumido com o vice! Os petralhas só pedem o apoio dos pmdebistas porque precisam destes trouxas!

Anônimo disse...

Editor, DUVIDO O DÓ! O PMDB não larga de jeito nenhum. É pior que urubu em volta da carniça. Essas declarações são fogo de palha do eliseu. Vai pra casa, padilha! (minúsculas propositais, porque o indivíduo é MINÚSCULO)

Anônimo disse...

Os ratos estão em debandada antes que o barco do PT afunde de vez. PMDB - partido mais fisiológico IMPOSSIVEL.

Anônimo disse...

Eliseu quadrilha?