Dívida com a União será R$ 1,7 bilhão menor por ano durante todo o governo Sartori

O novo acordo da dívida gaúcha com a União,poderá resultar na seguinte situação em relação à Receita Líquida Real do governo do RS, segundo o economista Darcy F.C. dos Santos:

- Entre 2016 e 2018, quando haverá um desconto de 40% das prestações, a relação da dívida com a receita líquida real (RL) ficará em torno de 8%. A partir de 2019 até 1931 ou 1932, voltará aos 13% e daí em diante, com o fim dos resíduos, ficará em torno de 4% da RLR.

O editor conversou com o economista ontem a noite e voltou a fazer isto esta manhã.

Ainda não é possível fazer cálculos exatos, mas o editor estima que a partir do mês que vem e até o final do governo atual, Sartori pagará pouco menos do que a metade que paga mensalmente desde que assumiu. Em vez dos R$ 280 milhões mensais, pagará algo como R$ 140 milhões. No ano, serão R$ 1,7 bilhão. 

Nunca, antes, outro governador gaúcho conseguiu benefício deste tamanho, nem mesmo Tarso Genro, que mantinha relações carnais com o governo Dilma. 

7 comentários:

Anônimo disse...

Políbio,

Ponto para o Sartori.

Vamos esperar a aprovação pelo Congresso.

Espero que esta seja a "jogada" do gringo:
- Ser amiguinho para conseguir desconto e depois enfiar a faca afiada na máquina pública.

JulioK

Anônimo disse...

ATENÇÃO SR SARTORI : PODE APERTAR MUITO MAIS POIS O TESOURO JÁ COMEU MUITA GRANA DOS ESTADOS CRIMINOSAMENTE.
COM AS TAXAS DE JUROS DE QUALQUER AGIOTA A CORREÇÃO DOS VALORES SERIA MUITO MENOR.

Anônimo disse...

Agora irão dizer que o sartori conseguiu isso através de seus contatos políticos em Caxias do Sul. Me poupe.

Anônimo disse...

VAMO VÊ SE AGORA ESSE SUPER GOVERNADOR INVESTE ALGO EM SEGURANÇA PÚBLICA.


PORQUE É MUITA PATACOADA PRA UM VIVENTE SÓ!

Anônimo disse...

Nos anos Governado pelo PSDB, as dividas do Estado de São Paulo vêem diminuindo ano a ano em relação ao PIB.Tanto é verdade que São Paulo não entra entre os tres primeiros devedores.

Anônimo disse...

ENGANAM-SE OS POBRES INOCENTES SE NÃO ADIVINHAREM QUE ESTE PACOTE INCLUI O AUMENTO DE IMPOSTOS E A CPMF. Afinal quem pagará este pacote se não for o próprio povo brasileiro. Mesmo que ela gire a maquininha para fabricar mais dinheiro, haverá uma inflação automática para cobrir a emissão de papel-moeda...

Anônimo disse...

O Tarso não fez acordo porque nunca se importou em estourar o caixa do estado e/ou com o povo gaúcho. E continuou a dar de ombros para o RS enquanto ministro.
Depois de negociar a dívida o Sartori poderia imitar a Ieda e buscar recorrer a crédito internacional, muito mais barato.