Desemprego foi muito maior do que o esperado em fevereiro

A economia brasileira registrou saldo negativo de 104.582 postos de trabalho formal em fevereiro, conforme divulgado ontem no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e emprego (MTE). 

A contração foi superior à expectativa do mercado, que previa redução mais próxima de 40 mil vagas. 

Além disso, foi o menor valor observado para fevereiro desde 1992. 

Todos os setores apresentaram destruição líquida de vagas, com destaque para o comércio, cuja demissão foi de 55.520 trabalhadores no período. Descontados os efeitos sazonais, houve contração de cerca de 190 mil postos, superior aos -138 mil verificados em janeiro. Assim, mantemos nossa visão de continuidade do enfraquecimento do mercado de trabalho à frente, em função da fragilidade da atividade econômica. 

3 comentários:

Anônimo disse...

Políbio,

Esta fácil prever o desastre do Brasil.

É só apostar que os indicadores serão piores que os já "aceitos" pelo Governo e agentes econômicos.

JulioK

Anônimo disse...

Desemprego é arma de barganha dos empregadores em qualquer lugar do mundo. Força os empregados do mercado e do estado com cargos de menor escalão a trabalhar e mais, ganhar o menos possível ou manter somente o mesmo que sempre ganhou. O que não falta na história e em qualquer lugar do mundo é abuso de poder político, econômico, militar ou qualquer outra situação na qual quem está mais favorável se aproveita dos que não estão. E isso não é discurso de esquerdista ou direitista, é a natureza humana. O mais forte se aproveita dos mais fracos. Quem tem alto escalão em qualquer lugar, em situação confortável e mais privilegiado se aproveita dos empregados e até desempregados. Vão achar mão de obra barata onde?

Anônimo disse...

Por isso as multinacionais no mundo inteiro estão terceirizando as indústrias ou o processo produtivo para países com população maiores como China e Índia. Com mais de 1 bilhão em cada um dos países, o que não falta é mão de obra barata e pressão para não perder o emprego. Cansei de ver parentes, amigos ou conhecidos meus trabalharem em qualquer empresa ou em qualquer lugar e passar por isso.

Por mais que se qualifique, trabalhe, seja eficiente e tudo mais. Faça a sua obrigação e ainda faça mais além do devido. Não importa. Poucas vezes se vê uma promoção digna, melhorias, incentivos e etc.

É sempre assim. Alguns ficam lá com viagens internacionais, passagens aéreas, informações privilegiadas, contatos, blindagem, amizades e etc. Enfim, todo um esquema para somente para maximizar os benefícios a si mesmos enquanto os outros que precisam sobreviver fazem de tudo para minimizar os malefícios da consequência por não estão na outra situação mais favorecida.

E vão vivendo assim... seja desempregado ou empregado.