Calote do Dnit reduz ritmo das obras da nova ponte do Guaíba

A Queiroz Galvão, líder do consórcio que constrói as nova ponte do Guaíba, confirmou ontem a demissáo de 200 trabalhadores e redução drástica no ritmo das obras.

O governo Dilma não paga as contas desde julho.

3 comentários:

Justiniano disse...

A Dilma não paga as contas, mas aumenta auxilio reclusão em 10%, são 35 mil apenados ganhando mais de 1 mil reais por mes (dados oficiais do INSS). O PT apoia a bandidagem porque são farinha da mesma mandioca. E o trabalhador honesto trabalha 35 anos e ganha como aposentado R$ 780,00.

Luiz Vargas disse...

Isto só vem a comprovar que o país está FALIDO.
Enquanto a governANTA não for apeada do poder a tendência do quadro é pior cada vez mais.
Esta sujeitA perdeu a credibilidade e pelo que parece também a LEGITIMIDADE pois foi reeleita na base da falcatrua.
Um possível horizonte positivo só será possível vislumbrar após indicações de mudanças profundas do quadro atual. Sem isto a descida ladeira abaixo será o trajeto.
Nem ao fundo do poço chegaremos, pois até este o bando quadrilheiro PeTralha ROUBOU.

Anônimo disse...

isto mostra claramente que o "alinhamento das estrelas " literalmente quebrou o Brasil e ainda nem veio a conta da Olimpíada, outro resultado da fantástica política de Lulla, a rouba tudo e joga o resto do Brasil no lixo !