Grevistas do Banrisul recebem salário integral depois de 42 dias parados, conquistam 8% de aumento e voltarão ao trabalho nesta quinta

Os alegres senhores da foto ao lado estão em greve bem remunerada. A foto não é do acerto de hoje, claro, porque esta trouxe tristeza para os grevistas, já que o acerto não era bem o que eles queriam. 


Depois de parados por 42 dias, sem nem mesmo terem sofrido qualquer desconto salarial, que receberam em dia, mesmo em greve, os bancários do Banrisul de Porto Alegre decidiram voltar ao trabalho nesta quinta-feira.

. Além dos reajustes de 8% nos salários e de 8,5% no piso da categoria, a proposta acertada entre a direção do banco e do sindicato, todos da mesma corrente política e ideológica, prevê a retomada dos trabalhos de uma comissão formada pela direção do banco e servidores para discutir o plano de cargos e salários; a distribuição linear de 1,8% do lucro líquido da instituição aos funcionários, sendo que 1,5% a ser pago até 8 de novembro e o restante até 3 de março; e concessão da 13ª parcela no vale alimentação a funcionários afastados por doença ou acidente de trabalho.


. O acordo prevê ainda a compensação dos dias parados com uma hora diária a mais de trabalho até 31 de dezembro

11 comentários:

Anônimo disse...

Caro BRAGA,
Seu discurso tem dois lados. O primeiro: "Os alegres senhores da foto ao lado estão em greve bem remunerada." Segundo: " O acordo prevê ainda a compensação dos dias parados com uma hora diária a mais de trabalho até 31 de dezembro".

Se fosse uma greve remunerada não haveria a necessidade de ter seus horários (diga-se honorários) compensados. Não achas?

Esses discursos, as vezes, mal interpretados podem ser visto pelos leitores como que fazer greve é para ficar de férias, de pijama, na praia... por que o salário está garantido.

Surfista Prateado disse...

Já devia ter sido vendido há 20 anos.

Anônimo disse...

Este banco é péssimo no atendimento, já esteve a beira da liquidação.Não importa como irão compensar os dias de greve , muita gente pagou multa e o cliente não pode pagar o preço da greve.Está na hora de vender o "banquinho" de araque e acabar com a baderna e poder de funcionário público.O trabalhador paga imposto é para ser bem servido pelo estado.O resto é conversa de sindicato!

Anônimo disse...

O Banrisul é um banco razoável, na média como todos os outros bancos brasileiros, nem pior nem melhor. Agora esse pessoal que quer que vendam o Banrisul só pode estar brincando. Se existem alguns poucos investimentos no Estado parte vem dos lucros do Banrisul, além de outros benefícios que o banco proporciona. A privatização da CRT foi algo necessário. Seria melhor se tivesse sido de maneira adequada, com mais obrigações para a empresa compradora, mas foi melhor do que deixar como estava. Agora banco só se vende se der prejuízo. Dando lucro, mesmo que fosse só de R$ 50.000.000,00, estaria muito bom. E os bancários, não só do Banrisul, devem fazer greve mesmo. Bancos pagam pouquíssimo pelo retorno que têm. Aliás, no Brasil, com poucas exceções, as empresas pagam mal seus funcionários. Ainda bem que não sou bancário.

Funcionário do Banrisul disse...

A greve é feita em ampla maioria por aqueles funcionários mais preguiçosos, muitas vezes com anos de banco, que nunca se arriscaram a subir na carreira dentro do banco e ficam reclamando do salário. Outra parte são funcionários novos, formados na mentalidade do sonho de ser funcionário público. O Banrisul é um banco atrasado internamente, perdendo espaço para CEF e BB na briga da portabilidade bancária. Não há interesse em melhorar o banco como instituição. Os clientes são mal tratados e o Banrisul só anda porque mantém a folha do estado, muitas folhas municipais e de beneficiários do INSS.
Há interesse de muitos que o banco seja vendido para o Banco do Brasil e assim todo mundo pode se aposentador como funcionário do Governo Federal e não do estado.

Anônimo disse...

ACHO QUE A GREVE DEVERIA CONTINUAR!

Fernando Alves disse...

E o companheiro Olivio, o que pensa de tudo isso???

Anônimo disse...

Pelas minhas contas uma correção se faz necessária nesse texto:
"Compensação dos dias parados com uma hora diária a mais de trabalho até 31 de dezembro de 2014 !".
Isso porque 42 dias parados, descontados os fins de semana significam 30 dias uteis. Se a compensação for integral de 8 hs/dia, serão 240 horas que poderão ser compensadas em no mínimo 240 dias !

Sandro disse...

Por isso esse estado não vai para frente. Greve de bancários deveria ser punida. Os cidadãos são prejudicados por interesses privados dos funcionários.
O Banrisul é uma teta do governo onde muitos, que se entitulam banrisulenses, mamam e não prestam um serviço de qualidade, fazem greve e são remunerados por isso.

Ora, 1 hora por dia, em trabalho interno não vai fazer a diferença para o cidadão, se é pra compensar os dias parados, abram sua agencias ao publico 1 hora antes sem antecipar o horario de fechamento. Aí sim teriamos compensação de horário.

Já trabalhei dentro do Banrisul e sei que fazem corpo mole, operação tartaruga ou qualquer outra denominação.

Deve, sim, ser PRIVATIZADO, antes que outros bancos assumam o posto de maior rede do estado.

matheus martins disse...

Esse polibio e patético, típico jornalista que não sabe nada e da palpite furado em tudo. Ele consegue ser mais partidário que os próprios políticos, sempre priorizando interesses próprios em detrimento do jornalismo e da verdade.

Anônimo disse...

PENSAMENTO DO POLÍBIO:

GREVE = FESTA

MANIFESTAÇÃO = FESTA