Eleição de Ana Amélia dará ao PSDB o primeiro senador tucano da história do RS

Caso Ana Amélia se eleja governadora,  o PSDB terá pela primeira vez um senador no RS. É que seu primeiro suplente é o ex-prefeito de Santa Cruz do Sul, ex-secretário da Sema e da Casa Civil, José Alberto Wenzel. 

9 comentários:

Anônimo disse...

Blogueiro, tá a fim de trocar de dona, né? Mas essa aí não é a candidata do Eixo do Mal? Confundiste minha cabeça agora.

Anônimo disse...

Mas pelas pesquisas internas que tu vinhas observando o Sartori é que seria eleito no primeiro turno?
O que aconteceu?

Anônimo disse...

Bem, se for para o professor José Alberto Wenzel se tornar Senador, NÃO VOTO na ANA AMÉLIA, assim como sei que não voto no Tarso Genro, ou outro petista. Ele (JOSÉ) foi professor, mas não gosta de professores.

Anônimo disse...

Governadora? Só se for com a Manuela de vice.

Anônimo disse...

Suíça indiciou lobista tucano. Brasil arquivou....

José Amaro Pinto Ramos (alto à esq.), que era próximo a Sergio Motta, homem forte do governo FHC, foi indiciado pela justiça suíça pelo pagamento de propinas do caso Alstom; informação acaba de ser publicada pelo jornalista Fausto Macedo, um dos mais tarimbados profissionais da imprensa brasileira; “eles foram indiciados por lavagem de dinheiro agravado assim como por corrupção de funcionários estrangeiros”, destaca o dossiê que a Suíça enviou ao Brasil em fevereiro de 2011 e que, durante anos, ficou engavetado no gabinete do procurador Rodrigo de Grandis; como nenhuma providência concreta foi tomada, a denúncia contra o lobista foi arquivada e as autoridades suíças reclamaram do "pouco caso" daqui...

247 - Já não se pode mais dizer que o caso Alstom bate à porta do PSDB. Invadiu a casa. O fato novo é a informação que acaba de ser publicada pelo jornalista Fausto Macedo, repórter do Estado de S. Paulo e um dos mais tarimbados profissionais da imprensa brasileira. A justiça suíça decidiu indiciar por corrupção o lobista tucano José Amaro Pinto Ramos, que era muito próximo ao ex-ministro Sergio Motta, homem forte do governo FHC. Mas a história terminou de forma vergonhosa: como nenhuma providência foi tomada no Brasil, a acusação, que dependia da colaboração do procurador Rodrigo de Grandis, acabou sendo arquivada.

Segundo a reportagem de Fausto Macedo (leia aqui a íntegra), José Amaro Pinto Ramos era um dos principais responsáveis pelo pagamento de propinas nas compras do metrô de São Paulo e da CPTM, bem como na área de energia. Eis alguns trechos:

José Amaro Pinto Ramos, famoso lobista amigo de empreiteiros e políticos do PSDB, foi indiciado na Suíça por crimes de lavagem de dinheiro e corrupção de agentes públicos no caso Alstom. A informação consta de relatório do Ministério Público da Confederação Helvética (MPC), datado de 21 de fevereiro de 2011, que agora municia investigação no Brasil sobre a Alstom e suposto esquema de pagamento de propinas. (...) Amaro Ramos é citado no dossiê dos procuradores da Suíça no mesmo processo de investigação de polícia criminal aberto contra outros dois empresários e engenheiros brasileiros, igualmente rotulados de lobistas: Arthur Gomes Teixeira e Sérgio Meira Teixeira – este já falecido.
(...)

Anônimo disse...

Políbio,

O PT_PAGO esta trabalhando desde domingo???

A coisa deve estar feia para o PT!!!rsrsrsrsrsrs

JulioK

Anônimo disse...

Parece que esqueceram a Simens depois que o Alkmin a encostou na parede para provar e devolver dinheiro a São Paulo.Começaram agora com factoides da Alston.Contra o Governo Eduardo Campos que eram amiguitos até outro dia,bastou que candidatasse e passasse a oposição que estão dizendo que ele tem que devolver dinheiro de SUAPE.Esse é o jogo que a Dilma disse que faria até os diabos nas eleições?

Anônimo disse...

Esse cargo de suplente de senador tem que acabar. O cargo teria que ser assumido pelo terceiro colocado o ex governador Rigotto.

Anônimo disse...

Se a Ana Amélia Lemos deixar o mandato de senadora, não voto nela. Foi eleita par continuar em Brasília, onde ela mora à décadas, não faz falta nenhuma aqui.