OAB diz que grampear advogados e clientes, jornalistas e fontes, é crime grave, mas não aponta o dedo para Fachin e Janot.

A OAB nacional acAba de tirar nota para protestar contra a violação do sigilo das comunicações entre advogados e seus clientes, como também entre jornalistas e suas fontes.

A nota não responsabiliza o ministro Edson Fachin e nem o procurador RIcardo Janot, mas a violação foi autorizada por ambos.

A OAB cita o jornalista Reinaldo Azevedo e sua fonte Andrea Neves, como também os advogado Alberto Zacharias Toron e seu cliente Aécio Neves.

O que disse Claudio Lamachia:

- Isto é crime.