Dica do editor - "O Livro de Boba Fett", da família Star Wards, no Disney+

 Da mesma família Star Wars, já estão disponíveis três capítulos da série o Livro de Boba Fett,  na Disney+. O editor recomenda para crianças, adolescentes e também adultos, como o editor, que não saiu totalmente da adolescência e gosta de fantasia.

4 comentários:

Anônimo disse...

Pelo menos 4 bilhões de “comedores inúteis” serão eliminados até o ano 2050 por meio de guerras limitadas, epidemias organizadas de doenças fatais de ação rápida e fome. O fornecimento de Energia, Alimentos e Água devem ser mantidas em níveis de subsistência para os “comedores inúteis” que não pertencem às elites, com a drástica redução populacional começando com as populações brancas da Europa Ocidental e América do Norte e depois se espalhando para outros continentes e raças do hemisfério sul [América do Sul, África, Austrália e N. Zelândia].

Eliminar 4 bilhões de [zumbis] “Comedores Inúteis” até 2050, publicado em livro de 1993 !

https://humansarefree.com/2021/12/4-billion-useless-eaters-culled-by-2050.html

Anônimo disse...

Pelo menos 4 bilhões de “comedores inúteis” serão eliminados até o ano 2050 por meio de guerras limitadas, epidemias organizadas de doenças fatais de ação rápida e fome. O fornecimento de Energia, Alimentos e Água devem ser mantidas em níveis de subsistência para os “comedores inúteis” que não pertencem às elites, com a drástica redução populacional começando com as populações brancas da Europa Ocidental e América do Norte e depois se espalhando para outros continentes e raças do hemisfério sul [América do Sul, África, Austrália e N. Zelândia].

Eliminar 4 bilhões de [zumbis] “Comedores Inúteis” até 2050, publicado em livro de 1993 !

https://humansarefree.com/2021/12/4-billion-useless-eaters-culled-by-2050.html

Unknown disse...

Este é o enésimo exemplo da peste que se espalhou por todo o setor cultural do cinema e mercado editorial que é a lavagem e reabilitação de vilões.
Boba Fett é um vilão nos filmes originais e agora a Disney quer que conheçamos a história dele para sentirmos empatia: "ele era mau, mas não era tão mau". Fizeram isso a personagem Cruela de 101 Dálmatas, fizeram isso com todas as bruxas dos filmes da Disney, fizeram isso com o personagem Venon, do Homem-Aranha, só para citar os mais recentes.
Não deveria ser novidade, já que recontar histórias colocando vilões e monstros sob uma "nova perspectiva" para gerar empatia vem sendo feito faz tempo com personagens clássicos como Drácula, por exemplo. Basta ver como a imagem dos vampiros foi modificada desde o filme Nosferatu até os "vampiros adolescentes" de hoje.

Anônimo disse...

A lacração esculhambando mais uma franquia.