Justiça decreta ilegalidade da greve dos professores públicos de Porto Alegre

A greve decretada pelo Sindicato dos Municipários de Porto Alegre e que envolve os professores públicos, foi declarada ilegal pela Justiça.

Trata-se de uma greve política.

A decisão do desembargador Francesco Conti foi tomada em regime de tutela antecipada.


5 comentários:

Renato disse...

https://www.youtube.com/watch?v=0r_6AXEhV6c

Unknown disse...

Estão muito cansados os professores, tadinhos.

José Corrêa disse...

E que se demitam os recalcitrantes!!!

E que vão chorar no pé do cachaceiro ladrão!!!

Anônimo disse...

Cambada de vagabvndo.. hipocrisia pura! Pandemia virou desculpa pra vadio não trabalhar..

Anônimo disse...

Haaa... é tão ruim a vida de professores da rede pública, ganham pouco, e nem sempre o governo paga. Porém não vi ninguém pedir demissão e ir para escolas particular.