Combate a fraudes produz resultados visíveis, em 2019 houve economia de 961 milhões


A economia gerada por operações especiais antifraude mais do que dobrou.

Segundo balanço do Ministério da Economia, deixaram de escoar pelos ralos da corrupção um total de R$ 961 milhões. O índice é 107,1% a mais do que os R$ 464 milhões registrados em 2018.

O cálculo considera o dinheiro do contribuinte, os valores que governo deixou de pagar com a desarticulação dos esquemas criminosos. No período houve 45 operações especiais e 21 ações de flagrante, com aperfeiçoamento de métodos investigativos e maior coordenação entre os órgãos da força-tarefa. A pasta também cita o fortalecimento da estrutura de inteligência, que passou a difundir o conhecimento dos esquemas de fraude

As operações resultaram no cumprimento de 551 mandados judiciais. Desse total, 415 foram de busca e apreensão, 127 de prisão e nove de afastamento das funções públicas. Além disso, 42 pessoas foram presas nas ações de flagrante.

São os números.

4 comentários:

Anônimo disse...

Política funciona mais ou menos assim:
A gente elege um bando de putas pra câmara municipal da nossa cidade.
Depois a gente quer que elas mudem a "zona" de lugar pra um outro local que não interessa a elas.
Ah, tá...

Ultra 8 disse...

Maravilhoso, e ao mesmo tempo, a miséria continua...

Para o bolso do povo, não retornou 1 centavo.

Maedição disse...

Gleisi Hoffmann, no Twitter, fez um convite para a festa de aniversário do partido, que terá mesa de debates com Marcelo Freixo, Manuela D’Ávila, Carlos Lupi e Carlos Siqueira.

Vai ser assim. Cada um dos participantes tem sua vez de deitar sobre a mesa e se debater com inveja de que o governo Bolsonaro está dando certo.

A festa vai ser inesquecível.

ganhatudo disse...

São os "parasitas" trabalhando.