Vendas de papelão ondulado melhoraram em julho, sugerindo alta da produção industrial

Este é um indicador que antecede o que vai acontecer com a atividade industrial, porque este tipo de papelão é usado para embalagens mais pesadas de origem fabril.


Dados preliminares da ABPO, divulgados ontem, reportaram a expedição de 310 mil toneladas de papelão ondulado em julho. Na série ajustada sazonalmente, estima-se que este número corresponda a uma alta de 2,8% em relação a junho – revertendo parte da queda observada na leitura anterior.

Na comparação interanual,  as vendas apresentaram um ligeiro recuo (-0,1%). Apesar disso, o dado – que é um antecedente para a produção industrial – indica que a PIM do mês passado deve ter apresentado uma alta moderada.

Ainda faltam outros indicadores coincidentes a serem conhecidos. 

5 comentários:

Maurício disse...

Esqueçam esses índices,acompanhem por canais de informações corretos o que está acontecendo no mundo econômico e financeiro.
China com todos seus problemas de dividas e setor bancário alavancadissimo e redução ritmo do crescimento,Europa desacelerando e cheia de dúvidas e Estados unidos idem,por isso o FED cortou taxa de juros.
Vai ser uma recessão muito pior que 2008,o que vai acontecer no Brasil totalmente despreparado com um sistema tributário arcaico,sistema de transportes idem e tantos outros problemas?
Teriam de ser tomadas medidas econômicas que infelizmente Paulo Guedes ,por ser monetarista, não sabe como fazer.

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkk!

Anônimo disse...





São vendas de papel mesmo, de papelão.
Não são os "papéis de carne"... da Operação Carme Fraca...
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk



Anônimo disse...

Gosto de ver essas relações que o editor faz!!!
😂😂😂

Anônimo disse...

Parabéns pela lucidez. Isto que você nem comentou sobre as bolhas imobiliárias causadas em vários países pelo quantitative easing feito pelo federal reserve para reaquecer a economia em 2008.