A partir de janeiro, governo vai acabar com o atual eSocial

A partir do ano que vem, o e-Social começará a ser extinto, porque de janeiro em diante haverá dois sistemas, um para a Previdência e Trabalho, e outro para informações da Receita Federal.

O governo promete um sistema mais simples.

O eSocial é uma plataforma de registro de informações para o cumprimento de obrigações trabalhistas, tributárias e previdenciárias.l

A partir da MP da Liberdade Econômica, o governo também criará a carteira de trabalho digita, substituindo a de papel, segundo prevê o relatório do deputado Jerônimo Goergen, relator da MP. A novidade começará em setembro.

8 comentários:

Anônimo disse...

Aleluia!!!! Glória a Deus!!!

Anônimo disse...

Fora com todo entulho TOTALITARISTA!!¡

Anônimo disse...

Qual será o próximo pedido do velhinho da Havan que o bolsonaro vai atender? já foi a extinção da NR 12, agora o E-Social, será que a próxima é o fim das férias e o décimo terceiro?

Anônimo disse...

Começou a parte rica que apoia o Bozo a querer sonegar.

Anônimo disse...

Agora falta fechar a justiça do trabalho.

Anônimo disse...

Esse governo não vai acabar só com o "e", vai acabar com todo o alfabeto social. Pobre que conseguir durar até o final de 2022 é sobrevivente!

Anônimo disse...

Deus seja louvado!

Anônimo disse...

menos um cabide de empregos