Pablo Tatim diz que sua saída da Casa Civil teve caráter político

Ex-auxiliar de Onyx Lorenzoni na Casa Civil, demitido na semana passada, o advogado gaúcho Pablo Tatim passou esta nota para o editor:

1 - A demissão foi resultado de um processo político e não em consequência de malfeitos.
2 - A CGU atestou, por escrito, que não há qualquer má conduta sua, relacionada com a época em que foi do ministério do Trabalho ou com qualquer outra época.
3 - As acusações relacionadas com o MTr, têm a ver com sua posição favorável à extinção da pasta.
4 - Os sigilos bancários e fiscal, seus, da mulher e dos pais, estão abertos para o exame de qualquer autoridade.

É isto

3 comentários:

Anônimo disse...

Descobriram a roda redonda! Um cargo de livre nomeação e exoneração sendo ocupado com fins políticos! Daqui uns dias descobrem o quadrado com ângulos de 90 graus.

IMPRENSALIVRERS disse...

É um Santoooooo

Anônimo disse...

Precisa extinguir essa bolsa-família, não conceder 13o