Governo erra ao conceder 13o Bolsa Família

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, confirmou, esta tarde, que o governo pagará mesmo o 13o salário do Bolsa Família.

Trata-se de uma concessão recheada de gastança, populista e inaceitável.

Os contribuintes terão que entregar R$ 2,5 bilhões por conta da esmola.

22 comentários:

Anônimo disse...

É assim que governos populistas de países de terceiro mundo costumam conquistar o bolso, a consciência e o voto dos miseráveis.. o Brasil é um país de terceiro mundo. Pelo menos o Bolsa-Familia é um programa de transferência de renda que visa atender cidadãos nacionais e não certas ditaduras africanas e sul-americanas.

Anônimo disse...

Talvez não.
As auditorias, investigações e inquéritos contra fraudes continuam sendo realizados na gestão do ministro Osmar Terra, tal qual ele havia iniciado na sua administração durante o governo do presidente Temer.
A “economia” da interrupção das ilicitudes, acrescidas as alterações e adaptações do programa (que provavelmente gerará um novo programa, menos assistencialista e menos incentivador do ócio), deverá gerar economia próxima a essas estimativas de gastos com 13*.
De qualquer forma, proposta parcial de alteração já vem sendo proposta por funcionários pesquisadores da Pasta.

rudy_rs disse...

Promessa de campanha se cumpre, Sr. Polibio. E acho que ele deveria ser coerente também sobre o que prometeu a respeito da Previdência.

Anônimo disse...

Políbio, foi promessa de campanha dita e repetida. Também sou contra, mas prometeu, tem que cumprir. Senão fica igual a um petralha mentiroso, com perdão da redundância.

Alaor disse...

Esse dinheiro volta logo sobre a forma de impostos.
Dinheiro que entra no começo da cadeia produtiva gira cinco vezes num ano.

Mordaz disse...

Depois de prometer, tinha que dar. Não há escapatória. Ao mesmo tempo que ferra quem contribui, esbanja para quem não faz.

Anônimo disse...

Vai abrir um precedente, os beneficiários do (BPC) Benefício de Prestação Continuada não recebem décimo terceiro salário.

Anônimo disse...

Continuísmo do continuísmo, rumo à bancarrota. É a história dos porcos:
Excelente análisis de un alumno... no tiene desperdicio.... NO EXISTE PLAN SOCIAL GRATIS.

En la mitad de una clase, en una universidad, uno de los alumnos, inesperadamente, le preguntó al profesor:
– ¿Usted sabe cómo se capturan los cerdos salvajes?

El profesor creyó que era una broma y esperaba una respuesta graciosa.

El joven respondió que no era una broma, y con seriedad comenzó su disertación:

– Para capturar cerdos salvajes, primero se localiza un lugar en la floresta al que los cerdos salvajes suelen ir, y allí se coloca diariamente un poco de maíz en el suelo.

Así, los cerdos salvajes vienen todos los días a comer el maíz “gratis” y, cuando se acostumbran a venir diariamente, usted va construyendo una cerca alrededor del lugar donde se acostumbraron a comer, un lado por vez…

Cuando ellos se acostumbran a un lado de la cerca, vuelven para comer el maíz, y usted construye otro lado de la cerca…

Ellos vuelven a acostumbrarse y vuelven a comer.

Usted va construyendo la cerca alrededor, poco a poco, hasta instalar los cuatro lados del cercado alrededor de los cerdos.

Al final, instala una puerta en el último lado.

Los cerdos ya están habituados al maíz fácil y a las cercas, y así comienzan a venir solos por la entrada.

Es entonces cuando usted cierra el portón y captura a todo el grupo.

Así de simple, paso a paso, hasta que en el último segundo los cerdos pierden su libertad.

Ellos comienzan a correr en círculos dentro de la cerca, pero ya están presos.

Después, comienzan a comer el maíz fácil y gratuito.

Se acostumbran tanto a eso que se olvidan de cómo cazar por sí mismos, y por eso aceptan la esclavitud.

Incluso, se muestran agradecidos con sus captores y, durante generaciones van felices al matadero.

Ni siquiera desconfían de que la mano que los alimenta es la misma que los mata.

El joven le comentó al profesor que era exactamente eso lo que él veía que sucedía en su país, en su provincia, en su ciudad, con su pueblo.

Los gobiernos populistas, en sus proyectos dictatoriales, escondidos bajo el manto “democrático”, estuvieron lanzando maíz gratuito durante tiempo suficiente para alcanzar la mansedumbre sistemática.

Y cada nuevo “Gobierno Salvador” disfraza de “programas sociales” sus limosnas, da dinero que saca del bolsillo del propio trabajador, realiza misiones, planes, indulgencias, leyes de “protección”, subsidios para cualquier cosa, expropiaciones indebidas, programas de “bienestar social”, fiestas, ferias o festivales, uniformes, pan y circo, transporte “gratis”.

“¡G R A T I S!”

Toda esa “gratuidad” que nos ofrecen tales estafadores, disfrazados de políticos, llena de felicidad a un pueblo mal acostumbrado con las migajas del maíz fácil y “gratuito”. Nos roban la capacidad de ser críticos, pensantes y personas emprendedoras.

Sin embargo, claro que nada nos salió “gratis”.

Consecuentemente, ¡“no existe almuerzo gratis”!

Finalmente, si usted se da cuenta de que toda esa maravillosa “ayuda” gubernamental es un problema que se opone al futuro de la democracia en nuestro país, deberá compartir este mensaje.

O cruce los brazos, y coma también el maíz…

Y espere la matanza.

Alex disse...

Quem custeia o Bolsa Família é a previdência, que por sinal dispensa comentários do empenho do governo para restringir pagamentos para aqueles que realmente tem direito previdenciário, visto que contribuíram por anos a fio. Por ouro lado o governo aumenta a despesa
em 2,5 bilhões. Depois o governo vem dizer que só os funcionários públicos são contra esta reforma. Assim não dá!

Anônimo disse...

Pior é carro novo pra Lula e Dilma. Como dizia o CANDIDATO Bolsonaro:.. O governo gasta MUITO e gasta MAL.

Anônimo disse...

Era pra ser um governo sério.........

Anônimo disse...

À isto chamamos de "consertar a turbina do avião durante o vôo". É imponderável terminar com este projeto chamado "bolsa família", enquanto não existir outro (que deve estar em gestação) para substituí-lo. O fato de sermos direita não significa sermos insensíveis aos carentes e deserdados devido à roubalheira da esquerda que visou mantê-los como voto de cabresto. Primeiramente, o trabalho a ser feito é expurgar os apaniguados dos perdedores que não se enquadram nos limites de indigência e, na sequência, dar-lhes condições de sobreviverem com o próprio trabalho. Diante disto, décimo-terceiro torna-se justo. Parabéns ao Bolsonaro por cumprir promessa de campanha.

Anônimo disse...

Não se engane: para bancar mais essa conta, será "Mais Brasília, menos Brasil".

Esta é a direção que o governo Bolsonaro está tomando.

Mardição disse...

O valor para pagar o décimo terceiro do Programa Bolsa Família está saindo do próprio programa, com a caça aos beneficiários fantasmas, amigos do lula e Dilma. Gente bem de vida e que conseguia o direito ao benefício. Não haverá aumento de gastos e quando terminar a caça aos fantasmas talvez até tenhamos uma economia no programa, apesar do décimo terceiro. Seria muito importante que antes de comentar buscassem informações corretas.

Anônimo disse...

Essa proposta estava na campanha de Bolsonaro, portanto, não seria populismo, mas promessa cumprida. Não tem jeito, temos que agir dentro da lei, mas também não podemos deixar de ver a realidade do mundo. Ou se faz concessões, ou podemos ter um poste de Lula, ou algo pior, como presidente em 2012. E aí a coisa vai ficar muito feia.

Anônimo disse...


Perdem a moral na Reforma da Previdência continuando com as torneiras abertas em favor de populismo.

Anônimo disse...

Esse valor é merreca perto do que se concede de favor a muitos empresários que esperam os REFIS para pagar suas dívidas, sendo que recebem altos dividendos e suas empresas serem altamente lucrativas. E boa parte nem emprega mais funcionários por isso. Nesse país entrega-se muito aos que não precisam, veja boa parte das categorias do SIMPLES, mas as migalhas dadas aos pobres é que são o problema?

Anônimo disse...

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

Bolsonaro em 2022 vai dizer na campanha. Se eu perder a eleição que será fraudada vcs podem ter certeza que o PT vai acabar com o Bolsa Familia Talkey. Vote no Bolsonaro pra não perder esse beneficio talkey.....hahahahahahaha

Anônimo disse...

Você, Anônimo do blog das 18:12, é um mestre.. demonstra isso pelo cuidado, pela paciência e pela competência de um professor que se dirige aos seus alunos, postando uma verdadeira aula numa versão em perfeito espanhol. E tudo acabou se completando com o outro comentarista anônimo que primeiro postou aqui, às 17:30. Vocês são dez! Obrigado! Valeu muito.

Anônimo disse...

E eu esperando que acabassem com o 13...aí tá difícil...

Anônimo disse...

Políbio, sei que não está habituado a político que tenta cumprir promessa de campanha, mas é este o caso.
E já foi verificado que fazendo o pente fino (que já está sendo feito desde o Temer) nas fraudes, já se consegue pagar e sobra dinheiro.

Não concordo com o Bolsa Família sem contrapartida e sem prazo para acabar. Acho que precisa ser revisado, mas concordo que promessa e palavra, se cumpre.

Anônimo disse...

Em qualquer circuntancia,é o trabalhador que paga.