Assédio à mulher é crime, diz OAB-RS. No Carnaval, violência contra mulheres cresce 20%.


"Não é não !", diz a mulher. É pra levar a sério, diz OAB do RS.

Durante o Carnaval, o índice de violência contra as mulheres cresce 20%, conforme pesquisa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Foi por isto que a a Comissão da Mulher Advogada (CMA) da OAB/RS lançou uma campanha para estimular as denúncias contra os abusos.

A cada 1 segundo uma mulher é assediada no Brasil

Segundo os Relógios da Violência do Instituto Maria da Penha, 29.849 é o número de mulheres que sofreram algum assédio no Brasil. Ou seja, a cada 1 segundo uma mulher é assediada no Brasil.

Os repórteres Carolina Tatsch e Sérgio Trentini assinam a reportagem sobre este assunto, que vai no link a seguir, disponibilizada no site da OAB do RS.

Disque 100 para denunciar abuso infantil e 180 para denunciar abuso contra a mulher.

CLIQUE AQUI para conhecer mais dados.

17 comentários:

Carlos Bonasser disse...

COM TODO O RESPEITO SR. EDITOR...É MUITA BAITOLAGEM...ATÉ OLHAR GERA ASSÉDIO...NA VERDADE É POR ISSO QUE A VIADAGEM ANDA SOLTA EM NOSSO PAÍS...LOGO LOGO NOSSA POPULAÇÃO ESTARÁ DIZIMADA COM TANTA TRAVANCA...TUDO É ASSÉDIO...OU SEJA...QUALIRAGEM SEM FIM. ABRAÇOS.

Anônimo disse...

vai semi nua passa num monte de bêbados e não quer ser assediada.Vai rezar na igreja, que ganha mais.

Anônimo disse...

OAB vermelha não consegue disfarçar seu alinhamento com a esquerdalha e o lulopetismo. Tenho carreira da OAB e me sinto
envergonhado de pertencer a esta associação profissional que so arranca dinheiro dos seus associados e é comandado por advogados defensores da Orcrim.Em que pese a campanha moralmente justa, apesar de que muitas mulheres não se dão a respeito não só no carnaval so andarem quase nuas, observem o slogan "Fere meus direitos", que nada mais é do que uma variação daquele da corja vermelha que se auto intitula resistência contra o novo governo, qual seja, "Se fere meus direitos, serei resistência". Para encerrar, CRETINOS e CANALHAS.

PS: Ué!? O fundo do cartaz da campanha esquerdista é ROSA!!! Não foram estes mesmos progrssssissstas marxistas que detonaram a Damares por dizer que menino veste AZUL e meninas ROSA. HIPÓCRITAS


Anônimo disse...

Não há um certo exagero nisso? Hoje, tudo é estupro, quando na verdade estupro é um crime hediondo que envolve a subjugação da vítima, com consequente penetração sexual. Não se pode vulgarizar encaixando tudo nessa definição, sob pena de tirar toda a sordidez do crime e colocá-lo no mesmo patamar de uma "encoxada". Isso não ajuda a mulher. Vamos tratar todos os delitos na sua proporção correta. Agora até uma piscadela pode ser caracterizada como "importunação moral". Ora, vamos com calma. Como é que se começa a namorar?

Anônimo disse...

Paradoxal é a forma como as mulheres se protegem do assédio: a cada ano, mais diminuem seus shorts, saias e soutiens, que em muitos casos resumem-se a meros tapa bicos. Alexandre Garcia tem razão!

Anônimo disse...

Em Buenos Aires , uma mulher não anda uma quadra sem ouvir um gracejo, mas não são ofensivos (podem soar lisonjeiros ou indiferentes. Não chegam a incomodar) O brasileiro é grosseiro. A mulher não se incomoda se apenas ouvir que é bonita ou com um assobio. O que não que querem é a apalpadela, o palavrão, ou outros sons animalescos. Isso é nojento! Os brasileiros deveriam aprender com os portenhos.

Anônimo disse...

quem aqui ja não consegue mais ler ou ver nada sobre carnaval?

Anônimo disse...

Essa,OAB perdeu o bonde da estoria ... então carnaval é homem com homem e mulher com mulher , pois a paquera , a cantada virou assédio ... está Ordem dos Advogados do Brasil é uma vergonha Nacional ...

Anônimo disse...

E os advogados, têm preocupado a OABRS? Ou o feminismo é o que importa?

Anônimo disse...

As feministas ganharam até telefone de emergência...

Anônimo disse...

Ok, concordo com os números. Só não concordo com essa OAB querendo criar mais “nós contra elas”. O que falta não são leis, o que falta é educação e respeito. Isso começa nas famílias, não na escola ou na delegacia. Enquanto tivermos essa horda de zumbis mal educados que só ouvem Jenifer do Tinder, assistem Faustão, são loucos por carnaval e copa do mundo o Brasil vai continuar indo pro Buraco. Não tem como melhorar com a população do jeito que está. Assassinos e corruptos soltos todo dia pela mesma OAB devem estar rindo desta nova lei do país da impunidade.

Anônimo disse...

Ok, concordo com os números. Só não concordo com essa OAB querendo criar mais “nós contra elas”. O que falta não são leis, o que falta é educação e respeito. Isso começa nas famílias, não na escola ou na delegacia. Enquanto tivermos essa horda de zumbis mal educados que só ouvem Jenifer do Tinder, assistem Faustão, são loucos por carnaval e copa do mundo o Brasil vai continuar indo pro Buraco. Não tem como melhorar com a população do jeito que está. Assassinos e corruptos soltos todo dia pela mesma OAB devem estar rindo desta nova lei do país da impunidade.

Anônimo disse...

ha alguns itens ali que são subjetivos, como "cantada inapropriada"...

quem julga isso la na hora daquele rala e rola seboso que acontecem nesses carnavais, que é uma das festas populares mais repugnantes que existem...

vi um dia desses uma dessas asseclas da ONU que, ao ser perguntada como a mulher diferenciaria o assedio de um galanteio, a mulher se saiu com a batatada de que "a mulher sabe sentir a diferença"...

cuma?

é um sexto sentido?, virou esoterismo?

quer dizer, todos os homens passariam a ser reféns desse suposto e apuradíssimo senso critico das mulheres...

hoje mesmo estava vendo um video sobre a baixista de uma banda americana chamada Talking Heads...

ela é casada com outro membro da banda, mas no começo ela não queria nada com ele...

ele conta então que INSISTIU muito no inicio e no final os dois estão casados por varias décadas...

e ai, esse "insistiu" foi assedio ou foi persistência?

sorte dele que deu tudo certo, porque poderia perfeitamente hoje ser acusado do "assedio" ocorrido 30 anos atrás, como alias ja vem acontecendo...

Anônimo disse...

OAB - ALA GAY E ASSEMELHADOS. UMA DIVISÃO SE DESENHANDO NA OAB.

Anônimo disse...

Estuprador em potencial.

Anônimo disse...

Estuprador em potencial

Anônimo disse...

Estuprador em potencial