Reforma agrária vai parar, diz AFP

A agência de notícias AFP informou ontem a tardinha que o governo federal mandou paralisar todos os procedimentos para efeitos de reforma agrária e demarcação de terras indígenas e quilombolas.

O governo federal quer passar pente fino nos casos de concessões de terra.

4 comentários:

Anônimo disse...

Muito bem!!! Estavam retalhando o país entre "povos indígenas", "quilombolas, etc. preparando o terreno para futuros desmembramentos (olha as ONGs internacionais aí, gente!), em nome da autonomia desses "povos". "Coincidentemente" as terras mais ricas.

Anônimo disse...

>>

Essa 'reforma agrária' é pura corrupção. É uma fonte de recursos para armar terroristas com nosso dinheiro.

Era também uma das dezenas de formas de desviar dinheiro público para as campanhas da ORCRIM lulopetista.

O governo está corretissimo em acabar com essa baderna.

É preciso também criminalizar e colocar na cadeia os bandidos que incentivam e lideram invasões de propriedades.

<<

Justiniano disse...

Nos processo de demarcação tinha até defuntos e mortos recebendo lotes de terra, empresários imobiliários, vereadores e prefeitos. É uma corrupção estratosférica nesse INCRA.

Aqui em Cachoeirinha tinha um esquema em arrendar terras da reforma agrária para plantio de arroz por grandes produtores. O mesmo acontece nas ditas "reservas indígenas" onde arrendam as terras para plantio de soja por produtores e o cacique e meia duzia de puxa-saco ficam o dinheiro e a tribo passando fome e subnutrição.

Tem que botar a Polícia Federal dentro de autarquia e fazer um pente fino porque a corrupção começa em Brasília.

Anônimo disse...

ÓTIMA NOTICIA QGORA EU QUERO VE O BRASIL FORA DA ONU