Sob pressão, Trensurb instala sindicâncias sobre o caso dos 15 trens novos que não funcionam


A Trensurb, a estatal federal que administra o trem metropolitano Porto Alegre-Novo Hamburgo,  instaurou duas sindicâncias para analisar a compra de 15 trens durante o governo Dilma.

Nenhum deles funciona.

MPF e Cade investigam o caso.

Foram 15 trens, comprados por R$ 244,6 milhões.

As sindicâncias surgiram com enorme atraso e sob pressão da  mídia, que denunciou malfeitos.

O caso também está com a Lava Jato. CLIQUE AQUI para saber quem são os envolvidos no caso.


10 comentários:

Mordaz disse...

coisa boa uma estatal.

Anônimo disse...

Mais um esqueleto de roubo e corrupção deixados pelos petralhas e seus sócios do pdt, psol , pc do b

Anônimo disse...

Todo o problema é que não tinha como estocar ventos para os trens!

Anônimo disse...

kkkk, enquanto isto ja se soube que a proposta dos japoneses era a melhor e mais barata, iriam modernizar todos os trens antigos e trocar dois pares por ano ate a completa renovacao com um contrato de 20 anos, mas dai nao tinha propina para os ladrões do PT

Anônimo disse...

A mesma Economista que afundou o Brasil comprou os trens que não funcionam para o RS. E o suor do trabalhador está pagando mais essa conta.

Anônimo disse...

E agora, onde vão enfiar esses trens ? Não respondam.

Larápio 19 disse...

Políbio, será que o pessoal aquele que passava férias no apartamento de Miami/EUA escapa dessa também ???

Anônimo disse...

petista bom e' petista morto

Anônimo disse...

Será que estas sindicâncias terão algum resultado ou é fogo de palha.

Anônimo disse...

Se não instalaram sindicância até agora é porque o MDB não queria. E porque não queria?