Público lota Clube do Comércio de Erechim para discutir a Reforma Trabalhista

O editor recebeu amplo material, esta tarde. Na foto, Ronaldo Nogueira fala para o público que lotou o Clube do Comércio.

A cidade de Erechim recebeu nesse sábado a sexta edição das Jornadas Brasileiras de Relações do Trabalho. O evento aconteceu ao meio dia no Clube do Comércio de Erechim,  com lotação total do lugar. O ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Alexandre Agra Belmonte abriu a série de palestras, abordando "A modernização das leis trabalhistas: Um novo sistema de relações do trabalho". Ele explicou que, nas relações de trabalho, sempre deverá haver uma decisão negociada entre patrões e empregados:

-  Nas relações entre empregado e empregador, as mudanças e acordos devem ser feitos com consonância das duas partes.
      
Em seguida, foi a vez do ex-ministro do Trabalho e deputado federal Ronaldo Nogueira (na foto, falando para o público) falar sobre o tema: “Diálogo: A Ferramenta da Democracia: Perspectivas políticas da Modernização”. Ronaldo Nogueira ressaltou que a segurança jurídica de uma negociação, se dá pela fidelidade dos seus contratos e enfatizou: “Esse contrato tem que ser fiel. Depois de assinado, deve ser cumprido pelas partes”, ratificou o deputado.
      
CLIQUE AQUI para saber mais.

10 comentários:

Anônimo disse...

Realmente devemos parabenizar a Reforma Trabalhista que disse que geraria 11 milhões de empregos . Só não entendo porque temos atualmente 13 milhões de desempregados. Imagino como pode o Sr Ronaldo Nogueira que é pastor e eleito pelos membros de uma religião que não paga INSS, FGTS, Imposto de Renda e que vive de doações consegue receber como Pastor e Deputado e apoiar uma reforma trabalhista que quer arrecadar mais dinheiro do trabalhador que paga INSS, IRPF, FGTS. Que moral tem para isso, porque não muda as leis para que as Igrejas declarem os valores arrecadados e paguem os direitos trabalhistas de seus membros.

Anônimo disse...

Realmente devemos parabenizar a Reforma Trabalhista que disse que geraria 11 milhões de empregos . Só não entendo porque temos atualmente 13 milhões de desempregados. Imagino como pode o Sr Ronaldo Nogueira que é pastor e eleito pelos membros de uma religião que não paga INSS, FGTS, Imposto de Renda e que vive de doações consegue receber como Pastor e Deputado e apoiar uma reforma trabalhista que quer arrecadar mais dinheiro do trabalhador que paga INSS, IRPF, FGTS. Que moral tem para isso, porque não muda as leis para que as Igrejas declarem os valores arrecadados e paguem os direitos trabalhistas de seus membros.

Anônimo disse...

Realmente devemos parabenizar a Reforma Trabalhista que disse que geraria 11 milhões de empregos . Só não entendo porque temos atualmente 13 milhões de desempregados. Imagino como pode o Sr Ronaldo Nogueira que é pastor e eleito pelos membros de uma religião que não paga INSS, FGTS, Imposto de Renda e que vive de doações consegue receber como Pastor e Deputado e apoiar uma reforma trabalhista que quer arrecadar mais dinheiro do trabalhador que paga INSS, IRPF, FGTS. Que moral tem para isso, porque não muda as leis para que as Igrejas declarem os valores arrecadados e paguem os direitos trabalhistas de seus membros.

Anônimo disse...

A reforma trabalhista se resume a: o empregado entra com a b... e o patrão com o p...

Unknown disse...

Anônimo Anônimo disse...
A reforma trabalhista se resume a: o empregado entra com a b... e o patrão com o p...
30 de junho de 2018 20:35

Não gostou do emprego, simples, peça demissão.
Ninguém te obriga a trabalhar para o teu patrão.
Mas e aí o que eu faço depois??????
Já que está ótimo ser patrão, vire um também...liberdade para as pessoas...

Anônimo disse...

Erechim com X????????

Anônimo disse...


O último empregado que entrou com o P ... o povo todo entrou com a B ...

Logo ... P ... no C ... meeeesmo !!

Anônimo disse...

Que sacanagem com o trabalhador

Anônimo disse...

Uma pena que a CLT jurassica não foi completamente abolida nessa micro reforma inútil. Ignorantes socialistas com a mentalidade de 1800 continuam a atrapalhar o Brasil.

Anônimo disse...

Vc deve estar com amnésia. 13 milhões de desempregados foi o saldo de 13 anos da incompetência petista!