Raul Schmidt, operador da Lava Jato, foi libertado em Portugal

O PT comemorou a libertação do doleiro. O PT comemora a libertação de qualquer bandido, desde que o ato possa beneficiar obliquamente e mesmo futuramente o seu líder preso.

O doleiro Raul Schmidt foi libertado, hoje, em Portugal, beneficiado por habeas concedido pela Suprema Corte de Portugal.

Ele foi preso por ordem de Sérgio Moro, que pediu a extradição para efeito de prisão em Curitiba.

O luso-brasileiro é apontado como um dos maiores operadores na Lava Jato.

5 comentários:

Anônimo disse...

PORTUGAL ESTÁ NAS MÃOS DOS COMUNISTAS, AINDA! HAVERÁ VIRADA NAS PRÓXIMAS ELEIÇOES!

Anônimo disse...

A Justiça Portuguesa também é um lixo, cheio de comedores de bola.
E nós fomos colonizados por essa gente.......

Emmanuel disse...

Hummmm ... luso-brasileiro!
Pois é! Tem certo brasileiro, de bom coturno, que volta e meia, é se manda para Portugal: mala pra lá, mala pra cá!
Ahhhh Beiçola! Não engana ninguém!

Anônimo disse...

Os interesses e investimentos das esquerdas estão lá. Interpol nele. Por falar nisso o bandido Battisti ainda não foi devolvido à Itália. Simples, cúmplices, somente a intervenção Militar resolve isto, ou.... Bolsonaro!

Anônimo disse...

A justiça brasileira é cria da justiça portuguesa. De lá também vieram os primeiros corruptos. Portanto... tudo como dantes no quartel de Abrantes!