Proposta sobre fim do Memorial Prestes vai a voto nesta quarta em Porto Alegre

Poderá ir a voto, amanhã, a proposta que acaba com o Memorial Luiz Carlos Prestes em Porto Alegre.

Foi o que informou ao editor o vereador Wambert Di Lorenzo, Pros, autor do projeto-de-lei.

Wambert diz que Prestes foi um assassino frio e cruel, defensor da ditadura, do fim da propriedade privada e da família.

16 comentários:

Unknown disse...

Abaixo o comunismo!!!
Temos é que lutar para considerar a apologia ao comunismo crime hediondo contra a humanidade tamanho é o estrago que faz em nações que parasita!!!
Genocídios brancos e holocausto social é a prática destes falsos socialistas cujos únicos objetivos são o enriquecimento pessoal e o poder despótico!!!

Anônimo disse...

Chamaram as pessoas certas para fazer isso!

A Câmara Municipal quando não está de braços cruzados, está destruindo alguma coisa!

Chico Valente disse...

O jornalista William Waacker, o do jornal da meia noite, após a queda da União Soviética foi a Moscou e a Praga, coletou muitas informações, publicou uma reportagem demonstrando o lesa-pátria, recebedor e desviador do "ouro de Moscou" que foi o herói dos ceguinhos comunistas.
Muitos outros mitos foram também desfeitos nessa reportagem.

Anônimo disse...

Fundador do MBL faz apologia ao tráfico, ao sexo grupal e ataca símbolos religiosos. Será alvo de protesto?

Mauro Donato - 23 out 2017 - DCM

O grupo fascistóide MBL, responsável pela onda moralista que já causou o fechamento da Queermuseu, o cancelamento de peças de teatro e instaurou um clima de paranóia em museus e patrocinadores acarretando em prejuízo e paralisações no meio cultural, poderia, em favor da coerência, pregar o boicote e até mesmo a extinção da banda Bonde do Rolê.

O líder do conjunto, Pedro D’Eyrot, é um dos fundadores do MBL. Esteve lá em Brasília, ao lado de seus coleguinhas kataguiris e também de Eduardo Cunha, botando pilha no golpe ao lado do grupo que arrota moral e bons costumes.

Mas seu lado artístico não coaduna com os ‘valores da família brasileira’.

Para convidar as pessoas a assistirem o clipe de sua música Vida Loka, ele postou nas redes sociais: “Vai ser o vídeo mais putanheiro e subversivo de toda a história dessa banda. Vai decorando a letra ‘Eu e meus amigo vamo abri uma padaria; não vai vendê pão pronto, só vai vendê FARINHA”.

De fato, a letra só fica nisso, e mesmo sucinta pode ser entendida como apologia ao tráfico, certo?

No vídeo sucedem-se cenas de ‘putaria’, consumo de drogas, sexo explícito, beijos entre gays, a dois, a três, festas de orgias.

Em determinado take, o anticorrupto Pedro D’Eyrot cospe no rosto de uma garota. O vídeo é proibido para menores no Youtube.

Em seus shows ao vivo, o Bonde do Rolê leva símbolos religiosos (católicos, veja você, amigo TFP) ao palco para servirem de cenário em atos libidinosos.

D’Eyrot (esq.) com os amigos do MBL em audência na Câmara
Quando esteve mais prolixo e conseguiu traçar mais do que as 3 linhas de Vida Loka, Pedro escreveu a letra de Tieta (até para dar título às músicas ele demonstra a que veio):

“Malandro tá ligado, cu de bêbado não tem dono

Deu mole no peludo eu viro, pego e como

Na hora do buraco eu não vejo diferença

Essa história de boiola pra mim é tudo crença

Se deu mole com a rosca

Chega aqui e leva vara

Vô entra até fedê merda

Cu é tudo igual, é buraco e rodela

Vale mais dois cu que uma buceta”

Como se vê, essa Tieta não tem nenhuma ligação com Jorge Amado ou Caetano Veloso.

Pedro D’Eyrot também poderia esclarecer se sente algum desconforto quando participa de festivais que recebem dinheiro da Petrobras, via Lei Rouanet, como o festival Bananada, produzido pela ‘A Construtora Música e Cultura’.

Nada menos que R$ 2,5 milhões foram captados para a edição que teve a participação do Bonde.

Por fazer parte da turma que tem na ponta da língua discursos mirabolantes de crítica a Chico Buarque e demais artistas ‘de esquerda’ que ‘mamam nas tetas’ de estatais, Pedro e companhia não deveriam ser fiéis ao liberalismo?

Não acham um despropósito utilizar dinheiro público para injetar em sem-vergonhices de artistas vagabundos?

Onde está a defesa do casamento e da família tradicionais, a proteção a crianças, adolescentes e jovens, cadê a luta contra o sexo pervertido e contra a ideologia de gênero?

Essa turma do MBL não vale o que come.

Unknown disse...

Se não Prestes, passa a motoniveladora por cima!!!
Preparem o terreno para algo útil ou positivo!!!

Anônimo disse...

O vereador neo nazista não vai levar, quis usar o "movimento negro" e se quebrou.

Anônimo disse...

O mundo paralelo da coxinharada ehehe

Paulo Santini disse...

"O Memorial Luís Carlos Prestes é a primeira obra de Oscar Niemeyer no Estado. A data de sua inauguração assinala o início da marcha da Coluna Prestes há 93 anos, que após partir de Santo Ângelo, percorreu 25 mil quilômetros pelo interior do Brasil, até se internar na Bolívia, defendendo basicamente o voto secreto para toda a população e a obrigação do governo de oferecer ensino primário gratuito para todos.

Líder do movimento, o porto-alegrense Luís Carlos Prestes, chamado de O Cavaleiro da Esperança, tornou-se depois dirigente do Partido Comunista; em 1946, com o fim do Estado Novo foi eleito Senador da República; teve o mandato cassado, viveu anos na clandestinidade no Brasil e no exílio na União Soviética, retornando a vida pública somente a partir de 1979, com a anistia.

Independente da posição que se possa a ter a respeito da sua atuação política, Prestes foi um dos personagens mais importantes da história do século XX no Brasil e conhecer sua trajetória é importante para as novas gerações de brasileiros."

Mordaz disse...

Deviam manter o memorial, mostrando como se faz no do Holocausto, mostrando os crimes contra a humanidade feita pelos comunistas.

Anônimo disse...

É claro que a câmara vai aprovar.

Anônimo disse...

Realmente.
O pecado é ser contra a exploração do homem pelo homem.

Anônimo disse...

Transformar esse prédio em lugar de utilidade pública para os portoalegrenses (posto de saúde, agência dos Correios, espaço para deixar crianças enquanto as mães vão a bancos,...). É urgência, urgentíssima!

Anônimo disse...

Tem que utilizar esse espaço para algo que "prestes".....

Anônimo disse...

DEVE SER FEITO UM MUSEU DOS CRIMES DO COMUNISMO

Anônimo disse...

Passa a retroescavadeira...

Anônimo disse...

OS NAZISTAS ESTÃO DE VOLTA E SÃO MONITORADOS PELA POLÍCIA GAÚCHA
Igor Sperotto | Polícia Civil/Reprodução
Delegado Paulo Cesar Jardim, titular da 1ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre, responsável pelo Grupo de Combate ao Neonazismo no Rio Grande do Sul, afirma que "os neonazistas se acham superiores ao MBL ou a políticos como Jair Bolsonaro”; “Não estamos lidando com bandidos, ou doidos. Estamos combatendo uma ideologia de mais de 70 anos”, analisa; segundo ele, na maioria são jovens entre 17 e 30 anos que agem com extrema violência, em bandos. Em geral, são indiciados por crimes como tentativa de homicídio, formação de quadrilha, corrupção de menores, propaganda e incitação ao nazismo; confira reportagem do site Extraclasse
25 DE OUTUBRO DE 2017 ÀS 11:45 // TV 247 NO YOUTUBE Youtube

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Sugestão ao Del Jardin, poe uma equipe ali pela volta da Camara derrepente os neo nazistas aparecem.....