Comandante da Polícia Militar leva 17 tiros e morre no Rio

O comandante do 3o BPM (Méier), Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Luiz Gustavo Teixeira, levou 17 tiros e morreu.


O atentado ocorreu esta manhã.

23 comentários:

Anônimo disse...

QUANDO IRÃO ADMITIR QUE ESTAMOS NUMA SITUAÇÃO DE GUERRA CIVIL???

Para o Governador Pezão, certamente trata-se de mais um "caso isolado"...

Anônimo disse...

Tristeza. Mas a verdade é que no RJ há uma guerra urbana sangrenta e as autoridades fingem não ver para que planos eleitores não sejam atrapalhados.

Mais do que fingirem não ver, vivem fazendo teatro para a mídia com a intenção de mascarar a realidade. O fato é que, normalmente, quem paga com a vida são as praças da PM e os cidadãos comuns. Oficiais dificilmente sofrem algum dano colateral. Hoje, no bairro Meyer, esse ser humano sem independência funcional sentiu o que nós já estamos sentindo há anos e ninguém resolve. O RJ hoje deve ser o lugar mais perigoso do mundo, graças à parcimônia criminosa das autoridades associada a frouxidão e politicamente correto de sua população.

Sou carioca e vivo no RJ. Posso afirmar que está impossível ir até na padaria comprar um pão. E o pior de tudo é que a violência que nos atinge não é aquela comum às grandes metrópoles, mas sim aquela de regiões em guerra, pois qualquer batedor de carteira usa um fuzil AK 47, granadas e atira em sua vítima somente para abater mais um inimigo.

Por isso, digo e sinto tristeza. A vida no RJ vale tanto quanto uma nota de R$ 3,00, mas coronéis iguais a esse que foi assassinado por bandidos que faziam um arrastão na Rua Hemengarda fingem que está tudo bem para proteger o governador e seus próprios benefícios advindos da "lealdade" aos políticos.

Infelizmente, está chegando a hora que juízes, promotores, defensores públicos, membros dos direitos humanos e Ongs, políticos em geral, artistas e granfinos também levarão 17 tiros à luz do dia, pois são todos hipócritas que ignoram a realidade do RJ. A turista espanhola não foi a primeira a perder a vida em decorreria dessa guerra ignorada por todos, inclusive a comunidade internacional.

Sabe aquele espetáculo com as forças armadas na favela da Rocinha, pois é... Não passou de um teatro de produção cara para os cofres públicos apenas para enganar os eleitores, pois essa imprensa brasileira vagabunda não questiona nada, apenas busca material para fazer show.

Vocês do Sul, não busque está favela disfarçada de Estado que é o RJ para fazer turismo, pois, assim que chegarem à cidade de Itatiaia, correrão iminente risco de morte.

Aqui no RJ já deveria ter sido decretada intervenção federal há muito tempo, e esse governador fantoche do bandido Sérgio Cabral, o Pezão (isso é nome de governante? Parece vulgo de integrante de boca de fumo),deveria estar na cadeia ou pendurado em uma forca em praça pública.

QUEM ACHAR QUE É EXAGERO, CONSIDERE-SE CONVIDADO A VIR PASSEAR NO RIO. MEUS PÊSAMES!

Anônimo disse...

Estamos em guerra! só nao ve quem nao quer (ou pensa que é muito dolorosa a realidade). BOLSONARO JÁ! Ou alguem pensa que qualquer outro tera condicoes de enfrentar a criminalidade (prioridade nacional).

Anônimo disse...

Pobre comandante. A verdade é que a própria profissão de PM já é uma morte anunciada. Não dá mais p/ continuar assim.
Esther

Anônimo disse...

Bolsonaro vem aí, mas precisamos eleger deputados federais que lhe darão apoio. Basta de politicamente correto para perpetuação no poder e perto dos cofres públicos. Está na hora do Estado Brasileiro radicalizar contra a bandidagem. É mais ou menos assim: ou matamos os criminosos ou eles nos matarão.

Anônimo disse...

Não esqueçam de nunca mais elegerem Jandira Fegalhi, Eduardo Cunha, Picciani, Julio Lopes, Marco Antônio Cabral (filho do pior inimigo do RJ), Eduardo Pães, Pedro Paulo, Romário, Dacciolo e outras tranqueiras... Já será um bom começo. Aliás, com exceção dos Bolsonaro, o carioca só elege pilantra.

Mordaz disse...

Não pode. Pena de morte é proibida no Brasil. Cláusula pétrea. Quem ousaria desrespeitar a constituição cidadã?

Mordaz disse...

Brasil, um país de trouxas. São mortos, assaltados, roubados por políticos mas só pensam no carnaval. Todos em casa para que nada mude!

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:
Lamentável, mas penso que não só no RJ a violência está presente(lá é mais divulgada e até glamourizada pela mídia), mas no país todo.
Concordo plenamente com o leitor das 14:47. Estamos sim numa GUERRA CIVIL e pior, sem lei, nem ordem, ou seja, sem eira nem beira.
Os políticos e muitas autoridades ainda estão se safando.. o povo não, este está na mira certeira dos bandidos.
ACORDA POVO BRASILEIRO!!!

Anônimo disse...

O que precisa e de um homem firme,votei na mosca morta do Pezao,muito arrependida agora.Quanto a morte de policiais ,desconfio que eles sabem sobre a vida das vitimas(policiais no caso),se acharam um sargento do exercito na favela,consertando armas,devem ter outras pessoas vendendo informaçoes ,sobre a policia.Nao tinha o advogado em S.Paulo com a lista de policiais para serem assassinados?Dizem que o PCC de aliou a traficantes no RJ,podem muito bem colocar seus informantes para caçar policiais.

Anônimo disse...

Realmente, a situação do Rio está complicada, e não vejo solução a curto prazo.

Anônimo disse...

Ao carioca das 15:41> o Sul também não está essa maravilha toda no turismo, em SC mesmo vários turistas já perderam a vida, no início do ano uma gaúcha morreu baleada perto de uma favela, há pouco tempo um turista paulista foi morto em Floripa porque o confundiram com um traficante. Enfim, em alguns lugares mais e em outros menos, mas pelo peso turístico que o Rio tem, a situação é muito crítica.

Anônimo disse...

A violência no País continua ascendente. Assassinar um Coronel da PMRJ com dezessete tiros, demonstra o nível da violência urbana . A audácia da bandidagem ultrapassou os limites e o cenário sangrento deste descalabro é nacional. !!! Tia Glória .

Anônimo disse...

Nem o EI gasta tanta munição com uma vítima!
O Rio está transformado em uma praça de guerra.
Décadas de governantes populistas, começando com brizola (em minúsculas) e chegando ao atual pezão(também em minúsculas e com esse nome parece ainda mais bandido), que nunca agiram com firmeza para conter o crescimento das favelas sem qualquer estrutura e serviço público de qualidade, deixando a massa de trabalhadores que ali vivem à mercê da bandidagem e das milícias.
E a União despejando rios de dinheiro para patrocinar OlimPIADAS e socorrer o estado da quebradeira total, sem cobrar nada em troca!
Falando em Rio, quem deve estar muito "a la vontê" com a atual situação é o atraso genro! Está sentindo-se em casa com essa falência do Rio.

Anônimo disse...

Querem o quê??
Em Duque de Caxias no Rio...a filha do excremento Fernandinho Beira Mar é Vereadora...não pode dar certo esse arremedo de país.

Anônimo disse...

Rio de Janeiro, a Cidade Maravilhosa, sucumbiu de vez à violência fruto dos péssimos governos esquerdistas quase sucessivos (Brizola, Benedita da Silva, Garotinho, Rosinha Garotinho, Cabral e Pezão entre outros), ou seja, consequências gravíssimas das péssimas escolhas dos cariocas e fluminenses para eleger seus governantes (também contribuíram para a calamidade nacional ao elegerem lula e dilma, pois ambos venceram no estado).

Cariocas e fluminenses sofrem agora as consequências de votarem mal há décadas: o Estado, enquanto garantidor da segurança e bem estar de seus cidadãos sucumbiu à roubalheira sem limites dos agentes do estado e incompetência ímpar de governantes especializados somente na "arte" de desvio de dinheiro públicos para bolsos particularíssimos.

Restou a violência sem controle causada pelo crime organizado tomando mais e mais territórios face à falência econômica, administrativa, ética e moral do Estado e cidade do Rio de Janeiro.

Anônimo disse...

Iraque de Janeiro.

Tikrit e Basra são brincadeira perto do Iraque de Janeiro.

elias disse...

Constituição Cidadã - daquele velho nojento do asqueroso pmdb - puxadinho das esquerdas.
Todo bandido, por pior que seja - é cidadão!
Nem prisão é possivel - são todos fruto de nossa sociedade, nós que trabalhamos somos os culpados dos anjinhos matarem só para ver fazer careta.
Um tapa neles - não pode

Anônimo disse...

O Comandante é morto com 17 tiros, ou seja, é executado e o anonimo das 16:06 já elege os "culpados" e exalta como Heroi o "bunda-suja", que em 30 anos de Dep Federal nunca fez nada pelo RJ e muito menos para a Segurança Pública?

Qual o projeto que o bunda-suja apresentou na Camara em beneficio para Policia?

Qual o projeto que o "bunda-suja" apresentou na Camara para construção de presidios no RJ?

Qual o projeto que o "bunda-suja" apresentou na Camara para que o governo federal enviasse recursos financeiros para a Segurança Pública do RJ?

Qual o projeto que o "bunda-sula" apresentou na Camara para angariar recursos para angariar recursos em beneficio de pagamento em dia para a Policia do RJ?

Anônimo disse...

Sem estado de exceção continuaremos a ser um estado de execução, e com a cínica e hipócrita complacência das esquerdas que querem o "quanto pior, melhor"! Outro dia ouvi sindicalistas na frente da prefeitura elogiando o governo da Venezuela e é isto o que as esquerdas querem para o Brasil.

GILALMEIDA disse...

Os criminosos estão em GUERRA JÁ DECLARADA contra a Polícia e contra o Brasil.

Recusar a enxergar isso é um suicídio. Ou se reconhece esse ESTADO DE GUERRA, onde os criminosos matam mais brasileiros por ano que a soma de todos as guerras regulares no mundo, e se tomam as providências cabíveis, com FFAA atirando para matar, ou a ruminante tomará o destino do alagado.

Ou seja, a vaca vai para o brejo. Iremos nos tornar, todos, meros fornecedores de recursos para as quadrilhas... ops, JÁ SOMOS!

Anônimo disse...

Pedimos Intervenção Militar urgente: Tabira - Pernambuco

Anônimo disse...

Que saudade do Esquadrão da Morte dos Anos 60/70 !!!!