PF desencadeia Operação Lavat. Investigação é sobre crimes no ministério do Turismo.

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira  a Operação Lavat, destinada a desarticular organização criminosa investigada na Operação Manus, que continuou praticando crimes de lavagem de dinheiro.  Cerca de 110 policiais federais cumpriram 27 mandados judiciais, sendo 22 mandados de busca e apreensão, 3 de prisão temporária e 2 de condução coercitiva em Natal, Parnamirim, Nísia Floresta, São José de Mipibu e Angicos, todas cidades potiguares.

São todos crimes ocorridos duirante o governo Dilma Ropussef, PT.

A PF faz buscas no Ministério do Turismo.

Entre os alvos, estão ex-assessores do ex-presidente da Câmara e ex-titular do Turismo Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), atualmente preso pela Lava Jato. 

5 comentários:

Anônimo disse...

De que partido era o ministro????

Anônimo disse...

Nova baixa na equipe de Dodge:

Brasil 26.10.17 12:31 - O Antagonista

Depois da demissão de Sidney Madruga, flagrado em conversa com Fernanda Tórtima, a equipe de Raquel Dodge sofreu nova baixa com a saída da procuradora Zani Cajueiro.

Em mensagem de despedida a colegas da PGR, ela disse que “as pessoas têm limites, nortes e padrões” e não abre mão dos seus.

Anônimo disse...

Temer com Moro, deputado?

Brasil 26.10.17 12:01 - O Antagonista

Marco Feliciano, deputado pelo PSC de São Paulo, ao votar ontem pelo arquivamento da segunda denúncia contra Michel Temer alegou o seguinte:

“Perguntei aos meus seguidores quem eles gostariam que investigassem Temer: se o Supremo ou o juiz Sérgio Moro. Para o juiz Moro julgá-lo, só em 1º de janeiro de 2019. Então eu voto com o relator (Bonifácio de Andrada).”

É capaz que o deputado tenha que explicar aos seus seguidores que Temer poderá acabar sendo julgado pelo STF, de uma forma ou de outra. Reveja aqui este nosso post desta manhã.

Anônimo disse...

até onde chega a hipocrisia do pseudo jornalista....tudo é culpa do pete, qual partido do HENRIQUE ALVES??? Você está gagá, fecha o brog.....

Anônimo disse...

PMDB o burro!