Receita aperta os bancos e consegue 10,7% mais em IRPJ e CSLL

A Receita Federal abriu fiscalizações inesperadas nos bancos, tudo porque achou fora da normalidade os recolhimentos do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido.

"Fora da normalidade" é eufemismo para designar sonegação pura e simples.

A ação resultou em recolhimento do CSL e do IRPJ muito maior, com crescimento estimado em 10,7%, algo como R$ 600 milhões a mais no mês.

Um comentário:

Anônimo disse...

Banco tem é que se ferrar. Mas #imopostoéRoubo!