Palocci faz delação e mostra provas da corrupção de Lula e do PT

O acordo de Antonio Palocci com a Lava Jato entrou numa fase decisiva, informa hoje o blog O Antagonista.

É a primeira vez que um alto dirigente da liderança petista da organização criminosa rompe a Omertá, no caso a famigerada Lei do Silêncio imposta aos seus membros pela máfia siciliana;

Antonio Palocci confessou que mais da metade dos contratos de sua empresa de consultoria eram fraudados para embutir o pagamento de propinas. Os pagamentos das empresas e os contratos fraudados estão todos registrados.

Antonio Palocci contou para a Lava Jato que usava a Projeto, sua empresa de consultoria, para receber pagamentos de propina das empresas.

Diz O Antagonista:

Ele contou também que, nos principais contratos, Lula era seu sócio.
O relato é explosivo, porque a partir dele a Lava Jato poderá provar o papel do comandante máximo da ORCRIM e rastrear a partilha de propina.