Polícia Federal acaba de prender Geddel Vieira Lima

A Polícia Federal acaba de prender na Bahia, em caráter preventivo, o ex-ministro Geddel Vieira Lima. A prisão foi determinada pelo juiz Wallisney de Souza, 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília. Conforme a PF, a prisão é mais um desdobramento da Operação Cui Bono, que investiga, desde o início do ano,  fraudes na Caixa Econômica Federal, a partir de mensagens encontradas em um telefone celular do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

De acordo com investigações do Ministério Público, Geddel, na condição de vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa, entre 2011 e 2013, desviou recursos públicos por meio do recebimento de vantagens ilícitas, beneficiando a si e a Cunha, e também empresários, por meio da liberação de créditos e investimentos autorizados pela instituição em seu favor.

Uma das empresas que se valeram do esquema foi o grupo J&F, controlado pelo empresário Joesley Batista, além de concessionárias de rodovias e de empreendimentos imobiliários.

25 comentários:

dinea disse...

Mais um JUIZ maiuscúlo. Moro só falta voce acordar de novo e condenar o 9 dedos. Se as forças armadas estão sem coragem para assumir esse país só contaremos com os juizes de primeira instancia.

Anônimo disse...

Vamos prender todos os corruptos. Mas TODOS mesmo. Significa que a cúpula dos pertidos pt, pmdb, psdb e outros menos votados deverão ir em cana. Te cuida Mais Onesto. O próximo é tu.

Anônimo disse...

O próximo é o Padilha.
Cerco contra o grande presidente das reformas (tirar direitos é ladroagem contra os trabalhadores) se fechando.

Anônimo disse...

Cai o rei de Espadas
Cai o rei de Ouros
Cai o rei de Paus
Cai não fica nada.

Hahaha! Quem não está neste Governo Coxinha está preso! Cunha, Henrique Alves. E, agora, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, aquele Porco Golpista, parceiro do Chefe da Orcrim Mishell Temer,segundo o PGR, acaba de ser PRESO pela PF por tentativa de obstrução de justiça! Que delícia!

"Primeiro a gente tira a Dilma e o PT. Depois tudo se resolve..."

Agora, "Tem que manter isso aí, viu Trouxinhas"? Fica Temer....kkkkk

Toma que esse filho FEIO é de vocês vagabundos!!!!!!!!

No governo do temerário só não foram presos aqueles que tem foro privilegiado, incluindo ele próprio.

jorge.alves ribeiro disse...

E continua a roubalheira, parece que não tem fim o que esses ladrões fizeram com o país. Agora só falta um ministro do STF soltar esse safado.

Anônimo disse...

E o Lulla/Dilma que ficaram 13 anos em uma orgia na Petrobras, JBS, Odebrecht, submarino nuclear, obras da copa, emprestimos pra cuba/angola/venezuela - nao descobrem nada?

Anônimo disse...

Depois do caos, o que será que espera pelo Brasil.

Mordaz disse...

Isto é uma afronta aos coxinhas. Deixem Temer trabalhar para os banqueiros. Que coisa!!!

Anônimo disse...

É mais um showzinho da justiça.
Daqui a pouco ele vai para casa(mansão) com ou sem tornozeleira passar dificuldade coitadinho. E com o dinheiro de quem?
E o pior dos castigos: sem internet.
Onde estão os direitos humanos para este cidadão de bem?

Anônimo disse...

Perda de tempo Dr. Wallisney de Souza! Vossa Excelência prende e o STF solta. Isso tudo virou palhaçada num grande circo montado em Brasília. No Brasil o crime compensa.

Anônimo disse...

O Juíz prende mas eles não devolvem o dinheiro. Não vi nenhum devolver.

Anônimo disse...

Só gente boa.....pegaram o boca de jacaré.....

Anônimo disse...

Será que vão cortar o implante de cabelo do porquinho? Pau que bate em loures também bate no leitaozinho.

Anônimo disse...

São políticos e dentro em pouco alguém lhe salva.

Anônimo disse...

Muito bom. Mas ainda faltam petistas / comunistas.

Anônimo disse...

Mais um ex ministro do Temerário. A lista do MDB não termina nunca.

fernando bender disse...

que momento, este do geddel.

Anônimo disse...

Polibio:
O Sr poderia liderar uma campanha nacional para fazer um presídio somente para os gatunos do PMDB com direito a celas amplas,com ar condicionado, frigobar, TV e anexo, uma sala para instalar o Diretório Nacional do PMDB visto que seus principais lideres estão ou estarão presos

Anônimo disse...

eita mais um ministro da bandilma preso afinal nesta epoca ele era ministro dela

Anônimo disse...

Abre a boca, boca de jacaré, solta os podres do glorioso Pmdbosta
...para delírio do editor...SQN.

Anônimo disse...

GEDDEL CONTATOU MULHER DE FUNARO NOVE VEZES ENTRE MAIO E JUNHO:

Segundo o Ministério Público Federal, o ex-ministro da Secretaria de Governo de Michel Temer entrou em contato nove vezes por meio do aplicativo whatsapp com a esposa do operador Lúcio Funaro, que está preso, para saber o andamento de seu acordo de delação premiada com os procuradores da Lava Jato; investigadores definiram a conduta do ex-ministro como 'desfaçatez'.

3 DE JULHO DE 2017

247 – O ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima, preso nesta segunda-feira 3 pela Polícia Federal em Salvador, contatou nove vezes a esposa do operador Lúcio Funaro, que está preso.

O objetivo, segundo informações do Ministério Público Federal, era saber o andamento do acordo de delação premiada de Funaro junto aos procuradores da Lava Jato. O contato foi feito por meio do aplicativo whatsapp.

Em conversa com o jornalista Matheus Leitão, do G1, investigadores definiram a conduta de Geddel, que era braço-direito de Temer, como 'desfaçatez'.

PS: Frase dos coxinhas nas manifes: "somos todos Geddel".

Anônimo disse...

Geddel, Cunha e Temer narram, com suas próprias palavras, como funciona a máfia que assaltou a Caixa e achaca nos portos brasileiros:

03 de julho de 2017 - Viomundo

(...)

“Entreguei ao Michel [Temer] porque foi ele que me convidou para o cargo. Achei que seria o lógico, já que em nenhum momento tratei do assunto com a presidente”. Geddel sobre ter entregue o cargo ao vice e não à presidenta Dilma, como seria de praxe.

Eu acho que o país avançou nos últimos tempos quando o Supremo Tribunal Federal de forma muito firme colocou na cadeia a cúpula de um partido importante, o Partido dos Trabalhadores, depois de um processo longo e demorado, onde ficou comprovado que se tinha cometido crimes graves contra o patrimônio público. Isso é uma sinalização clara do começo do fim da impunidade. Geddel candidato ao Senado, em 2014, em debate na Rádio Sociedade de Salvador.

(...)

Por que o senhor participou do governo Dilma, como vice-presidente da Caixa Econômica, se é tão crítico da presidente? Nem sempre fui tão crítico. Participei do governo e saí. Fiz o teste e não gostei. Minhas posições estão lá no Conselho Deliberativo da Caixa. Eu achava que estavam no caminho errado e tentei resolver. Quando você não faz, você sai. Na contramão do que a imprensa chama de fisiologismo, eu não fui para o poder, eu saí do poder. Saí do poder com Jaques Wagner, saí do governo da presidente Dilma. Não vejo onde está a incoerência nisso. Aliás, o povo muda. Tanto que as pessoas não votam sempre no mesmo candidato. Volto a dizer: eu não sou preso a essa pseudocoerência. Geddel na mesma entrevista à Veja.

O senhor foi um dos primeiros a pregar o rompimento do PMDB com o governo. Demorou muito? Demorou na avaliação de quem queria pressa, como eu. Mas surge no momento em que tudo estava maduro. O país não aguentaria mais um governo dirigido por uma pessoa inepta, sem compromisso com a realidade do país e sem força para enfrentar uma pressão insustentável de um partido que tinha uma preocupação de aparelhar o estado para colocar a serviço do seu projeto de poder. Isso prejudicou muito o Brasil e nos fez voltar muito para trás do que tínhamos conquistado. Geddel ministro da Secretaria de Governo de Temer, em entrevista ao diário baiano A Tarde, depois de consolidado o golpe.

Temer assina mudança na Lei dos Portos que beneficia a Rodrimar; Geddel com Aécio, depois de ter abandonado Dilma; Loures em cana; Geddel “contra a corrupção” no Farol da Barra; a mulher de Cunha, beneficiária de mais de R$ 500 mil de empresa portuária e a ex-mulher de Fábio Cleto, com medo de morrer.

Consta dos autos que, valendo-se do cargo de Vice-Presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal, [Geddel Vieira Lima] agia internamente, em prévio e harmônico ajuste com Eduardo Cunha e outros, para beneficiar empresas com liberações de créditos dentro de sua área de alçada e fornecia informações privilegiadas […] para que, com isso, pudessem obter vantagens indevidas junto às empresas beneficiárias dos créditos liberados pela instituição financeira. Trecho da acusação contra Geddel na Operação Cui Bono.

“Se ele não resolver vou fuder ele no Michel. Que ele é boca de jacaré para receber e carneirinho para trabalhar”. Mensagens enviadas em 05.04.2012, de Lucky (o operador Dilson Funaro) para Gordon Gekko (Fabio Cleto, pau mandado de Eduardo Cunha). Geddel estaria empatando pleito do empresário Henrique Constantino, herdeiro da Gol.

Na hora que eu vi aquilo fiquei muito assustada. Peguei o celular do Fábio e escrevi para o Lúcio. Eu falei: ‘Olha, aqui quem tá falando é a Adriana. Eu gostaria de te dizer que eu vou na polícia, vou agora na delegacia mostrar essa ameaça que você tá fazendo. Eu não tô entendendo, você tá fazendo uma ameaça de morte pra mim e para os meus filhos?” Adriana Balalai Cleto, ex-mulher de Fábio Cleto, hoje vivendo nos Estados Unidos, sobre mensagem de Funaro ameaçando matar Cleto quando ele falou em sair do esquema de Eduardo Cunha (...)

Anônimo disse...


A coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, desta segunda (3), aponta que Michel Temer está 'abalado', preocupado e 'triste', sentindo-se numa 'guerra' sem trincheira nem 'guarita'.

Entendo como se sente. Eu também estaria desconsolado se 76% da população defendesse minha renúncia, 81% quisesse meu impeachment e 83% desejasse que eu saltasse fora do meu cargo para dar lugar a eleições diretas imediatamente (números da última pesquisa Datafolha).
A bandidagem do PMDB que usurpou o Planalto está com os dias contados para ir para a cadeia!

Anônimo disse...

Mais um amigo de Temer na cadeia, a pergunta é: Quantos dias ele ficará preso?

Anônimo disse...

Mas o editor só enxerga corrupção no PT. Para ele, os representantes do Pato da FIESP e manifestantes da CBF do Parcão são todos honestos.