Mulher de Moro diz que muitos dos seus amigos vão embora do Brasil

As páginas amarelas de entrevistas de Veja desta semana foram entregues para a mulher do juiz Sérgio Moro, a advogada Rosangela Maria Wolff de Quadros.

O editor resolveu pinçar uma das respotas de Rosangela Maria, que vai aí?:

A senhora acredita numa transformação do País?
Não posso perder as esperanças. Vejo muita gente, amigos meus, indo embora por causa da corrupção. Há uma elite produtiva e intelectual que simplesmente parou de acreditar, e isso é muito ruim para o nosso futuro. Acho que a Lava-Jato veio para que deixemos de varrer a sujeira para debaixo do tapete. É um pontapé inicial.
A partir dela, as pessoas estão cobrando mais. Mas também temos de fazer a nossa parte: parar de furar fila, de estacionar na vaga de idoso sem ter direito a ela...

Ao visitar Portugal, meses atrás, fui abordada por portugueses que falavam com orgulho do seu país. Isso não acontece no Brasil. Mas espero que as pessoas um dia tenham orgulho de morar aqui.