Começam a vazar mudanças que Sartori proporá ao Legislativo

O pacote que o governo Sartori protocolará na semana que vem na Assembléia, todo ele integrado por projetos que terão que ser votados em regime de urgência, não tratará apenas de mudanças na administração de pessoal, mas elas causarão choro e ranger de dentes:

- As contribuições previdenciárias passarão de 13,25% para 14%, o teto máximo consentido por decisões do STF.

- Uma sobretaxa previdenciária poderá ser imposta por tempo certo, como propôs no Rio o governador Pezão (mais 16%, além dos 14%).

- Os servidores cedidos para sindicatos deixarão de receber dinheiro público, já que seus salários terão que ser bancados pelas organizações das quais são dirigentes.

A extinção de 8 das atuais 19 Fundações, como também as privatizações e a reordenação de órgãos públicos, como fusões de secretaria (Cultura junto com Turismo; Energia e Transportes poderão virar Infraestrutura) também mexerão com pessoal, produzindo até mesmo muitas demissões. O governo ainda não bateu o martelo sobre o número de secretarias que permanecerão, mas o total final poderá ficar em 15.

O governo também quer privatizar e para isto será encaminhada PEC que revogará dispositivo constitucional sobre a exigência de plebiscitos.

Outro abelheiro que Sartori parece disposto a enfrentar é o da questão dos repasses ao Judiciário e ao Legislativo, que serão reduzidos.

23 comentários:

Anônimo disse...

E quem achava que a Segurança Pública não podia piorar... imaginem policial trabalhando, com vencimento parcelado, sem 13º e com CONFISCO de 30% no salário... daí complica mesmo.
Antes que alguém diga que é isso mesmo, que funcionário tem que contribuir: os servidores públicos são contribuintes tanto quanto os privados. Pagam o mesmo ICMS no mercado, nos combustíveis, etc. Então, que TODOS, inclusive empresário e trabalhadores privadores contribuam também com o CONFISCO. Daí com certeza o 'corporativismo' privado não vai querer.

Anônimo disse...

Espero que não de tras.

Anônimo disse...

Tem que fechar todas a s fundações ! Tem que detonar estes cupins do estado. Só professores e policiais tem que receber bons salários, os resto tem que arrochar .

Anônimo disse...



POR QUE NÃO PRENDEM O TARSO GENRO, COMO PRENDERAM SÉRGIO CABRAL??

SARTORI É DO PMDB DE SÉRGIO CABRAL, RENAN, TEMER, CUNHA,TODOS LADRÕES QUE FIZERAM PACTO COM O

"LU-cifer LA-drão" = LULA!!

E AGORA QUEREM QUE OS ELEITORES PAGUEM A CONTA!!

Anônimo disse...

Força Sartori
a Maioria dos gaúchos esta com você nesta, não queremos mais impostos, queremos diminuição do Estado
Comece extinguindo a FDRH, a fundação mais desnecessária e obscura que se conhece, onde seus funcionários sem função alguma para fazer, agora estão diariamente fazendo lobby pela assembléia gaúcha. já poderiam todos estarem procurando empregos e serem úteis para alguma coisa.

Anônimo disse...

Vende tudo

Anônimo disse...

Vende tudo

Anônimo disse...

Asso no dedo o gringo peitar os odiosos, arrogantes, venais e egoístas da capa preta. Se fizer isso, terá o meu irrestrito apoio. Tem que limitar o pagamento dessa raça em 15 mil (já é muito) e o resto dar precatório pra eles. Que se danem, já mamaram que chega nas tetas secas da sociedade.

Anônimo disse...

Eu acho que devíamos terceirizar logo o Brasil.

Abrir uma licitação internacional e contratar administradores externos, digo estrangeiros.

Já pensaram em termos legisladores que não são eleitos e sim contratados.

Presidente, etc e tal.

Anônimo disse...

>>

É uma piada!! E nada sobre cortar na própria carne, como por exemplo, reduzir o número de secretarias para o minimo possível, reduzir número de CCs, reduzir o uso de veículos oficiais e por ai vai.

<<

Anônimo disse...


- Será que o nosso governador aprendeu tudo isso com o colega dele, Sérgio Cabral ?

Anônimo disse...

SARTORI CONCORRA A REEELEÇÃO

MELHOR GOVERNADOR DESDE OS ANOS 50.

3 COISAS QUE EU LI QUE ACHEI FENOMENAL:

1- Os servidores cedidos para sindicatos deixarão de receber dinheiro público, já que seus salários terão que ser bancados pelas organizações das quais são dirigentes.

2- A extinção de 8 das atuais 19 Fundações

3- Outro abelheiro que Sartori parece disposto a enfrentar é o da questão dos repasses ao Judiciário e ao Legislativo, que serão reduzidos.

SE O GRINGO CONSEGUIR FAZER FAÇO CAMPANHA PRA ELE.

FORÇA SARTORÃO

Anônimo disse...

PRISÃO DO FANFARRÃO TARSO GENRO

Magno disse...

Ei, Anônimo das 16h43, preste atenção.
Não tem essa de TODOS os empregados pagarem a conta, não!
Por um único motivo: os funcionários públicos tem estabilidade, logo, virem-se para garantir sua estabilidade.
Quem não for concursado... rua!! Isso porque os concursados - infelizmente - não podem ser demitidos. Isso pode ser o azar, pois se não tiver grana para pagar os salários, todos sofrerão as consequências.
Virem-se. Problema de quem fez concurso.

Vagner Oliveira disse...

Fdrh poderia estar vendendo serviços. Aliás, sabes o que significa fdrh?

Anônimo disse...

Afinal,onde está o pacote de maldades?
Acho que este sim será o de bondades para o povo rio-grandense.
E já vem muito tarde.
Sartori masturbou por muito tempo.

Anônimo disse...

tem que PRIVATIZAR FAZER CONCESSOES E TERCEIRIZAÇOES COMO É FEITO NO 1 MUNDO

Nani disse...

Vaza quem sabota!!!

Anônimo disse...

E as malditas FILHAS SOLTEIRAS que ganham do Estado por toda a vida, por que estão SOLTEIRAS... O que é uma mentira nos dias atuais. Todas tem machos. Isto é VERGONHOSO!

Anônimo disse...

Ao anônimo das 22:19 - Quem vai ter que 'se virar' é você, porque com tais medidas propostas pelo Governador, a Polícia vai parar. E aí quem vai ter que 'se virar' para fazer sua própria defesa é você mesmo. Então digo o mesmo a você: compre uma arma e vire-se, porque os criminosos estão soltos.

Anônimo disse...

Presos detidos em ônibus da BM depredam o veículo.
Eis uma amostra do que está por vir com o caos ques está istaurado (e irá piorar com as novas medidas de CONFISCO do Sartori).
https://www.youtube.com/watch?v=3gaLY5lOW1M

Anônimo disse...

Anônimo das 16h43, na esfera pública o funcionário tem emprego, estabilidade, licença-prêmio, plano de saúde e por vezes salário atrasado. Na iniciativa privada o funcionário não tem estabilidade, não tem licença-prêmio, tem SUS e muitas vezes não tem salário pois foi demitido. São 12 milhões já demitidos que continuam pagando sua estabilidade. Se está descontente, venha concorrer a uma vaga na iniciativa privada pois a crise não é só sua, é de todos ou então cobre dos feudos que se encontram na esfera pública.

Jurgen Guilherme Trennepohl disse...

Para o anônimo das 16,43, gostaria de concordar, desde que o mesmo aceitasse quando aposentado os proventos de um trabalhador regido pela CLT. Gostaria que ele me mostrasse a mágica matemática para que os funcionários publicos possam receber como aposentados os mesmos salários que recebiam quando efetivados