Governo Sartori paga mais uma prestação dos salários e não diz quando vai acabar o sofrimento dos servidores

Sem apontar para a linha do horizonte uma só medida e um só prazo capazes de balizar o fim do sofrimento do funcionalismo estadual, o governo Sartori prometeu depositar mais R$ 1,5 mil nas contas dos servidores do Executivo - a sétima de nove prestações prometidas.

A nona parcela acontecerá dia 19.

Os continuados calotes - este foi o oitavo - reduzem a eficiência da máquina pública estadual e penalizam ainda mais os contribuintes que pagam regularmente seus impostos e não conseguem retorno decente pelo que fazem.

4 comentários:

Anônimo disse...

Sofrimentos de verdade é o dos contribuintes da iniciativa privada, vassalos dos "servidores" estatais.

Os vassalos do estado são extorquidos em metade do que produzem, em meio a um inferno de burocracia e riscos, para sustentar supersalários, pensões, aposentadorias, horas extras, diárias, cargas horárias reduzidas, desperdícios e mais outras formas de parasitismo estatal.

E os parasitas públicos que têm tudo isso assegurado por terem passado num concurso, ainda têm a capacidade de reclamar por receber em parcelas!

Anônimo disse...

Nós, os contribuintes, sofremos há décadas pagando esta turma que entrega péssimos serviços.

Anônimo disse...

O titulo diz que o governo "paga mais uma prestação" . Entretanto ainda não recebemos esta prestação de R$ 1.500,00 . Será que já não basta o descaso do governo Sartori e sua base aliada?

Anônimo disse...

Gringo não gosta de polenta! Muito arrogante em Brasília, almoçando com aspones no restaurante Mangai, de comida nordestina.