Gula do governo estadual produziu calote de 21,5% no IPVA: um de cada cinco motoristas não pagou o imposto

A má idéia do governo Sartori de garfear antes do prazo os motoristas gaúchos, tudo com o objetivo de fazer caixa antes do prazo, resultou que de cada cinco veículos que deveriam recolher o IPVA 2016, um está circulando com o imposto atrasado. Em Porto Alegre, são 112 mil proprietários que não observaram o calendário que se encerrou em abril.

A inadimplência foi de 21,5% só na Capital.

Um calote de R$ 65 milhões.

No Estado todo, o calote chegou a R$ 600 milhões.

Sob o argumento de que metade do IPVA vai para os municípios, o governo estadual pede que os municípios façam blitzes para apanhar os infratores. Porto Alegre anunciou que vai fazer isto na semana que vem. 

12 comentários:

José Luiz Rizzotto disse...

Será que esses 112 mil proprietários não lhes faltou dinheiro mesmo, para honrar o IPVA e outras despesas mais?

Anônimo disse...

MUNICÍPIOS DEVEM SE UNIR E PEDIR GUIAS EM SEPARADO.

DINHEIRO CAIRIA DIRETAMENTE NA CONTA MUNICIPAL.

Anônimo disse...

Esperamos que tenha pago dos veículos do Estado.

Anônimo disse...

Próprios policiais/guardar talvez não conseguiram pagar os seus, e ainda por
cima devem multar e mandar guinchar outros devedores ???

Sem noção.

Mordaz disse...

O maior calote foi o governo arrecadar o IPVA para pagar o funcionalismo e o objetivo do imposto ser ignorado.

Anônimo disse...

Não te preocupes. Se o governo federal afrouxar a dívida do RS no dia seguinte juízes promotores e toda a catrafa vão reiniciar o saque aos cofres públicos aumentando salários. Quando vamos começar ir às ruas para acabar com isso? Como permitimos que funcionários públicos decidam o quanto querem ganhar? Está na hora de irmos para a rua acabar com isto. Onde está o ML?

Anônimo disse...

Estou em dia com o pagamento do meu IPVA, mas o que fez este sujeito foi totalmente errado. Se havia um CALENDÁRIO APROVADO para o pagamento, jamais ele poderia ter alterado a data de pagamento antecipando tudo para o mês de abril, porque as pessoas (contribuintes do IPVA), fazem o planejamento dentro de seus orçamentos, e descabe o pagamento de qualquer multa. O contribuinte que ver na hora de pagar que existe incidência de multa, procure DEPOSITAR JUDICIALMENTE, com pedido de liberação somente ao final do processo.

Anônimo disse...

ISTO SE CHAMA GESTÃO DE INCOMPETENTES... QUEM NÃO TEM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DÁ NISSO..

E A CULPA MAIOR É DOS ELEITORES GAÚCHOS... QUEM EM SUA MAIORIA ... VOTARAM COM O CORAÇÃO... COM A ILUSÃO DE QUE PRA GERIR UM ENTE FEDERATIVO PRECISA DE CÉREBRO....

AGORA SÓ NOS CABE LAMENTAR.... FRACASSO ANUNCIADO!

disse...

Duas questões ficam claras. Se os inadimplentes forem os carros de final 8, 9 ou 0, o documento válido por 12 meses, pago até julho do ano passado é válido e não podem ser punidos. A outra é que o sucateamento gradual das estruturas de fiscalização do Estado faz com que repasse esta responsabilidade aos municípios, que não tem a prerrogativa de fiscalização impostos estaduais. Estas questões comprovam que saídas tradicionais, como aumento de impostos ou antecipação de receitas são representativas da falta de criatividade e na falta de vontade de combater efetivamente à sonegação fiscal. Quem perde? O Rio Grande.

Anônimo disse...

blitz pra pegar bandido não, não tem efetivo.
blitz pra arrecadar grana tem vontade,ação e efetivo.
o estado é eficaz quando se trata de arrecadação,pois é disso que eles vivem.

Anônimo disse...

ISSO CHAMA-SE CURVA DE LAIFER...QUANTO MAIS SE AUMENTA IMPOSTOS MENOS SE ARRECADA.

Anônimo disse...

Volta Tarso