Susepe dá calote e locador retira tornozeleiras eletrônicas de 400 presos gaúchos

A empresa que fornece tornozeleiras eletrônicas para a Susepe resolveu retirar 400 delas e com isto os presos acompanhados nas suas movimentações já podem fazer o que quiserem. O Rio Grande do Sul tem 1.086 presos sendo acompanhados com o uso da tecnologia, conforme o governo. 
Além desse problema, outros 2,5 mil presos que poderiam estar usando as tornozeleiras eletrônicas estão nas ruas sem nenhum tipo de monitoramento, conforme a Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris)

O governo deve e não paga.

A Susepe diz que há a decisão de pagar, mas não há o dinheiro, o que equivale a dizer que se trata de calote puro e simples.

Os presos que deveriam ser monitorados foram colocados em prisão domiciliar, de acordo com a Susepe, o que na prática não significa nada. Com o pagamento, voltarão a utilizar o equipamento e ter a liberdade vigiada por agentes do Estado. 

7 comentários:

Anônimo disse...

Colocar corrente e bola de ferro no tornozelo não sai mais barato?

Anônimo disse...

Não seria porque o governo do Estado, do PMB, deixou de pagar os fornecedores? Então não vem botar nas costas da Susepe. A Susepe até tem autonomia para contratar, mas para pagar só se o governo do Estado repassar verbas ($).

Anônimo disse...

Alguém ainda tem dúvida de que o governo vermelho quer provocar uma insegurança generalizada para dar um golpe comunista de vez?

Anônimo disse...

Dinheiro para ir de helicoptero a feijoada dos correlijonarios e 1 ano depois ainda tocar flauta tem para manter o contribuinte seguro que se joda.

Anônimo disse...

Tornozeleira letrônica é coisa para País desenvolvido, Suécia, Dinamarca, Inglaterra. Não para sub-desenvolvido como o Brasil. Onde ninguém fiscaliza nada ou controla coisa alguma. Os caras traficam, assaltam e matam usando tornozeleira.
Da mesma forma regime aberto, semi-aberto, prisão domiciliar, progressão de pena. Lugar de bandido é na cadeia, já dizia a manchete do jornal que o Genoíno lia...

Anônimo disse...

Temos a solucao: Em alguns paises , como os EUA os presos pagam pela tornoseleira , pois entendem as autoridades da area do Judiciario daquele Pais que nao caberia a sociedade arcar com os custos de aluguel desse material eletronico. That's it !!!

Anônimo disse...

Quem deve estar vibrando é a turma do "Direito dos Mano"!