Confiança da indústria gaúcha tem leve alta

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS) aumentou 0,7 ponto e alcançou 35,9 em novembro. Elaborado mensalmente pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), o levantamento divulgado hoje varia numa escala de 0 a 100 pontos. Quanto mais os valores estiverem acima de 50 denotam maior otimismo e quanto mais abaixo, pessimismo.  

Heitor José Müller, presidente da Fiergs, destaca que permanecem interferindo na retomada do crescimento a alta dos juros, os custos de produção, a inflação e o desemprego, assim como a queda de demanda e investimentos. “Tudo isso, somado a um ambiente político conturbado, mantém baixa a confiança dos empresários do setor. Não há qualquer perspectiva de melhora no curto prazo”, afirmou.
 
Para os industriais gaúchos, as condições atuais da economia brasileira estão degradadas. Mesmo com o indicador passando de 16,8 pontos, em outubro, para 19,9 em novembro, segue com recordes negativos nos dois meses. Em relação às empresas, o cenário também é pouco animador. A situação delas (33,8) está muito distante da desejada linha dos 50 pontos, apesar da elevação de 2,8 pontos no período.

Nenhum comentário: