Assustada com a crise com o PMDB, Dilma convoca reunião de emergência para domingo

Para líderes como o secretário geral nacional do PMDB, Geddel Vieira Lima, os pratos com o PT já estão quebrados. A crise auxilia candidaturas como as de José Ivo Sartori no RS, que há muito tempo defende que o PMDB não faça qualquer tipo de acordo com o PT. 

O governo está preocupado com a crescente rebelião no PMDB e por isto em encontro marcado para domingo em Brasília reunirá, além da presidente Dilma Rousseff, o vice, Michel Temer, e os presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). "Primeiro tem que resolver a situação da Câmara", afirmou o presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO).  "Espero que essas conversas possam chegar ao final dessa crise de relacionamento", acrescentou, ao sair de reunião com o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante. Ontem, o dirigente do PMDB conversou com Lula e deve voltar a falar com o ex-presidente nesta sexta.

. O presidente da Câmara, Eduardo Alves, disse que toda a crise política decorre do modo atrapalhado com que Dilma conduz a reforma ministerial.

. O Secretário nacional do PMDB, Geddel Vieira Lima afirma que rompimento deve acontecer "de imediato"; ele considera os problemas atuais como consequência de erros cometidos em 2010 e diz que nem o ex-presidente Lula conseguiria acalmar os ânimos.  Ele avisa: "Até para uma figura encantadora como Lula é difícil reverter esse processo". O peemedebista avalia também que a presidente Dilma Rousseff pode complicar mais a situação:

- Se ela for tentar resolver sozinha, vai quebrar louça para tudo quanto é lado. 

8 comentários:

Anônimo disse...

Seria a glória para o Brasil com uma tacada só se livrar de uma vez por todas do petismo e do PMDB.

Roberto Carlos disse...

Políbio, para de sonhar. PMDB e PT marcham junto para mais um período de governo de 04 anos. Ninguém troca o certo pelo duvidoso. Este teu desejo não se confirmará. Como jornalista tu és um grande piadista.

Anônimo disse...

>>

Que crise nada! O acerto do PT com o PMDB é só uma questão de preço.

A chatagem do PMDB pra cima do PT vai funcionar porque é ano eleitoral.

O PMDB é, disparado, o partido politico mais fisiológico do Planeta e vai usar as eleições desse ano para arrancar mais cargos e beneficios.

<<

Anônimo disse...

Concordo com os leitores que dizem que o PMDB é um partileco e está blefando encima dos PaTifes, para ganharem mais cargos e se locupletarem com a divisão da mala preta. Este governo dos PeTralhaistas se mantém porque o PMDB está junto deles, e embora seja quase uma utopia, se eles abandonassem os comunas, eles despencariam feito pedra em penhasco. Esou totalmente desiludido com os peemedebistas, isto que sempre votei neles desde que ra MDB. Tudo virou farinha do mesmo saco.

Anônimo disse...

Até ia comentar, mas o Anonimo das 15:10 disse tudo.

Anônimo disse...

E o Quadrilha não foi convocado pelos PeTralha$?
Deveria, pois está fazendo o servicinho sujo aqui nas terras botocudas limpando o terreno para o bando PeTralha.

Anônimo disse...

É só jogo de cena da corruptália do PMDB nacional, para pedir mais vantagens, cargos e ministérios!

Anônimo disse...

Eu não entendo como pode um partido como o PMDB não ter identidade e nem escrupulo de se juntar ao PT e sempre ser tapete do mesmo; Não ter candidato próprio é uma vergonha,,,,
Deixa de ser tapete !!!!!!!