Polícia Federal sai no encalço de outro banqueiro. Salim Schahin é a bola da vez.

Salim Schahin, do Banco Schahin, que foi assumido pelo mineiro BMG, está sendo investigado pelo Banco Central por ter desviado R$ 156 milhões para contas suíças no Clariden. 

. O grupo Shahin é também um dos principais fornecedores da Petrobras e arrenda plataformas para a estatal comandada por Graça Foster, em contratos da ordem de US$ 2 bilhões.

CLIQUE AQUI para ler reportagem da Folha deste domingo, contando toda a história em detalhes.

5 comentários:

Anônimo disse...

Este é mais um dos braços da máfia PTRALHA!

Anônimo disse...

Sr Polibio Braga


BOMBA!!!BOMBA!!!

Declaração do BEBUM DE ROSEMARY :

- SOU BILIONÁRIO SIM,MAS COM O "FURTO" DO MEU TRABALHO

Saudações

Anônimo disse...

A PF sairá no encalço do "fornecedor" da Petrobrás para dar-lhe proteção?

Anônimo disse...

É que a Policia Federal é uma Policia de Estado e não do PT por isso investiga direto qualquer tipo de falcatrua.

Diferente do governo de FHC, do PSDB, quando não se via a PF investigar nada, inclusive, o Procurador Geral da República, Geraldo Brindeiro, nomeado por FHC, apelidado de Engavetador Geral da República pelo Senador Pedro Simon, por arquivar as denuncias contra o governo FHC. Assim é facilde governar.

Anônimo disse...

Deixe de ser mentiroso anonimo das 11:50 hrs. A PF sempre foi uma Policia de Estado. Graças ao governo FHC começou a contar com legislação mais adequada aos tempos modernos, tais como escuta telefonica, legislação de crimes financeiros e outros que inexistiam e impediam qualquer andamento de investigação contra criminosos do colarinho branco.
Aí começou uma evolução da PF.