Zé Dirceu, Genoíno e os demais condenados do Mensalão têm 24 horas para entregar seus passaportes. Ninguém mais viaja para paraísos fiscais e comunistas.


O relator do processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, acatou nesta quarta-feira (7) o pedido do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, para recolhimento do passaporte dos 25 réus condenados no julgamento do mensalão. Os 25 condenados terão 24 horas para entregar o documento -- os réus Rogério Tolentino, advogado de Valério, e o ex-deputado Pedro Corrêa (PP) já entregaram o documento na semana passada.
"A proibição de o acusado já condenado ausentar-se do país, sem a autorização jurisdicional, revela-se, a meu sentir, medida cautelar não apenas razoável como imperativa, tendo em vista o estágio avançado das deliberações condenatórias de mérito já tomadas nesta ação penal pelo órgão máximo do poder Judiciário do país -- este Supremo Tribunal Federal", diz a decisão de Barbosa, publicada hoje.
* Clipping www.uol.com.br

4 comentários:

Anônimo disse...

COMO EM CUBA

ESTES GOSTAM DE CUBA , AGORA SEM PODER SAIR DO PAIS, COMO LÁ, FICA PARECIDO.

PARA BUSCAR DINHEIRO "DEPOSITADO" LÁ FORA PODEM USAR O CUEQUEIRO IRMÃO DO GENOINO.

DINHEIRO NA CUECA É ESPECIALIDADE DOS MENSALEIROS,JÁ TEM LONGA EXPERIÊNCIA.

OS JUÍZES PODEM TAMBBÉM ESTABELECER O VALOR PARA DIMINUIR A PENA, P EX.,TANTOS MILHÕES POR SEMANA...OU COISA PARECIDA.ASSIM O DINHEIRO PODERIA VOLTAR LÁ DE FORA.

Anônimo disse...

Vamos lá gente, vamos devolver os passaportes já, chega de enrolação. E já podem preparar o pijama listrado. Vamos, vamos, vamos.

Anônimo disse...

Coitados, eles vão morrer (de rir) se não entregarem os passaportes.

Daniel disse...

Se eles contrarem o mesmo Advogado do Cacciola ou do medico estuprador ou do Taradao do Para, e derem a "$orte" do pedido de habeas cair nas maos do Marco Collor de Mello ou do Gilmar Dantas, eles podem ficar tranquilos. Hoje, amanha e sempre.Ate proque, jornaleiro, como vc e bem informado, sabe como e que funciona este negocio de habeas miojo, ne?