Artigo: "Cabral quis ser chique, foi brega"

Clipping - Jornal Folha de São Paulo - 2/5/2012

"Cabral quis ser chique, foi brega" - por Elio Gaspari

Vergonha, essa é a sensação que resulta dos vídeos das vilegiaturas parisienses do governador Sérgio Cabral em 2009, acompanhado por alguns secretários e pelo empreiteiro Fernando Cavendish, dono da Delta. Uma cena pode ser vista com o olhar do casal que está numa mesa ao fundo do salão do restaurante Louis XV, no Hotel de France, em Mônaco. (“Este é o melhor Alain Ducasse do mundo”, diz Cabral, referindo-se ao chef.)

Ela é uma senhora loura e veste um pretinho básico. A certa altura, ouve uma cantoria na mesa redonda onde há oito pessoas. Admita-se que ela entende português. O grupo comemora o aniversário de Adriana Ancelmo, a mulher de Cabral, e festeja o próximo casamento de Fernando Cavendish.

CLIQUE na imagem acima para ler o artigo completo.

3 comentários:

Anônimo disse...

Chinelagem ! É o mínimo que se pode falar desse pessoal ! Não adianta ganhar dinheiro ( roubado, ao que parece ), e não ter nível, não saber se comportar em lugares públicos. Chinelões !

Anônimo disse...

Gente brega vai ser sempre brega independente de onde esteja.
Gente brega é brega jantando em Paris ou comendo galinha com farofa no Piscinão de Ramos.

Anônimo disse...

bregasso!!!!!

vergonhoso, vexaminoso!!!

fizeram funk dentro de um restaurante francês!!