Voluntário brasileiro que morreu, recebeu e não se tratou com a vacina de Oxford

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta quarta-feira que os testes com a potencial vacina contra vírus chinês, desenvolvida em parceria pela AstraZeneca com a Universidade de Oxford, no Reino Unido, seguirão após a morte de um voluntário que participava do estudo.

A agência Bloomberg informou que seus repórteres conversaram com um familiar do voluntário, um brasileiro, e este garantiu que o doente não se tratou com a vacina, mas com um placebo (clique aqui par saber o que é placebo).

A morte do voluntário foi informada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que coordena os testes com a potencial vacina no Brasil. Não foram divulgados outros detalhes como, por exemplo, se o voluntário tomou a potencial vacina ou um placebo.

42 comentários:

Anônimo disse...

E quem que garante que ele se tratou com placebo?

Anônimo disse...

Xiiiiiiiiiiiii, não to levando fé nessa vacina de Oxford.

Anônimo disse...

A pergunta que não quer calar: Porque foi justamente um brasileiro que morreu nesse teste da vacina de Oxford?

Anônimo disse...

Engraçado nos testes da vacina Chinesa, em parceria com o Butantan de SP, BEM MAIS ADIANTADA, nenhum paciente teve sequelas, quanto mais morte.

Anônimo disse...

NUNCA SABEREMOS A VERDADE.

Anônimo disse...

Morre Brasileiro com nos testes da vacina de Oxford, preferida da minto, , mas ele cancela a compra da vacina Chinesa/Butantan que não deu nenhum problema nos testes.

Anônimo disse...

Vejamos, pois então, como funcionam as coisas nos países "limpinhos", com todas as regras e coisa e tais ... vamos lá ... Que, para aprovarmos uma vacina, pegam-se grupos de cobaias que chamam de voluntários, ou volunotários, como queiram alguns ... daí, inoculam, em alguns, a vacina, em outros, um placebo ... mas, contudo, porém, toda via, por ética, ninguém sabe o que enfiaram neles ... mas, os caras da vacina sabem ... porque, se o cara morre, daí "só eles" sabem que não foi da vacina, ou foi da vacina ...

Anônimo disse...

Há de se destacar a idade e a profissão do voluntário de Oxford: médico de 28 anos....

Anônimo disse...

O Brasileiro está servindo de cobaia para o mundo com essas vacinas relâmpagos?

Anônimo disse...

Essa história esta muito mal contada; se você dá um placebo para um indivíduo e logo em seguida você infecta ele intencionalmente com o covid-19 que ráio de teste é esse ?

Anônimo disse...

Até o placebo deles é ruim, imagine a vacina.

Anônimo disse...

Triste a morte do voluntário, e a noticia de que havia tomado placebo é ( a princípio ) uma boa notícia. Porém nos jogaram num cenário onde somos obrigados a desconfiar de tudo.

Anônimo disse...

Ora, se nem mesmo isso confirmaram, tiveram que investigar por fora ... Então, desconfiar é justo, é justíssimo, diria Zé Wilker.
Não tem um filme que se chama, "Desconfiar sim, acreditar jamais" ?

Anônimo disse...

>>

E quantos 'voluntários' já morreram ou adoeceram graças a vacina xing-ling do Doria e que ninguém ficou e nem ficará sabendo?

<<

Anônimo disse...

“É importante ressaltar que, com base nos compromissos de confidencialidade ética previstos no protocolo, as agências reguladoras envolvidas recebem dados parciais referentes à investigação realizada por esse comitê, que sugeriu pelo prosseguimento do estudo. Assim, o processo permanece em avaliação”, disse a Anvisa.

Confidencialidade ética? E divulgam o nome e a fotografia da pessoa?

Anônimo disse...

Aham, claro que não tomou.

Anônimo disse...

Alguém viu os documentos? E o povo tem que acreditar na "versão oficial" da boca dos responsáveis pela pesquisa?

Anônimo disse...

Quer dizer que um cara com 28 anos, tomou água e 1/4 de colher de chá com farinha, .....e morreu?
Chiiiiii, acho que não devemos mais comer farinha !!
Já vou cancelar as compras.

Anônimo disse...

Ótimo , quem quiser faça a chinesinha, eu não me importo!!!

Anônimo disse...

Eu não vou me apresentar como voluntários para testar a vacina, principalmente a vacina dos chineses comunistas.

Os petralhas comunistas, defensores do regime chinês, que se apresentem como voluntários para testar essa vacina chinesa.

Anônimo disse...

O Lula. Tu acredita no Lula? Então...

Anônimo disse...

Desde quando o governo chinês fala a verdade???

Anônimo disse...

Bem lembrado

Anônimo disse...


A diferença é que na vacina de oxford as informações são abertas á comunidade científica e a chinesa é apenas o que eles querem informar.

Anônimo disse...

Nenhuma dessas vacinas é totalmente segura porque são fabricadas a partir do vírus vivo (e não o virus inativo como todas as demais vacinas) e tb porque o tempo é muito curto para testar sua eficácia!!

Anônimo disse...

E as 2 pessoas que tiveram doenças neurológicas após a vacina de Oxford? Que coincidência, 2 indivíduos saudáveis, que fizeram testes para serem aprovados, ter doença neurológica...

Anônimo disse...

ZERO transparência....

Anônimo disse...

E quem garante? Era informação sigilosa, quem tem o sigilo divulga o que quer.

Anônimo disse...

Olha o cara com esse papo de " minto" a gente sabe qual teu professor não precisa se esconder

Anônimo disse...

Como a família tem essa informação???

Anônimo disse...

Aí vem a Anvisa com esse PAPO FURADO de "sigilo" sobre a morte do voluntário brasileiro! Vão à PQP!!! Querem nos empurrar uma merda de vacina que mata? Expliquem muito bem explicado essa merda, caso contrário todos os que comprarem isso serão criminalmente responsáveis pelas mortes que certamente virão!!!!

Anônimo disse...

Não deu nenhum problema?

Você confia na liberdade de informação na China?

Pelo menos em países mais democráticos há informações como essa de problemas e divulgadas em curto prazo.

A China tentou censurar até os primeiros médicos que divulgaram os primeiros casos na China. Os médicos até morreram de covid do nada.

Belo regime esse, um profissional informa as autoridades de um possível surto viral ao invés de ouvir, censura e quem alerta morre.

Depois o surto vira crise, se espalha e vira pandemia. O mundo quebra, milhões morrem e o regime chinês mais uma vez não é responsabilizado por nada.

A OMS está passando a mão na cabeça das autoridades chinesas.

Se tivesse acontecido o mesmo na América Latina, África, Oceania e etc já estaria o mundo inteiro pedindo a renuncia do presidente eleito.

Anônimo disse...

TOMA A XINGLING, JUMENTO!

Anônimo disse...

ALTA CARGA DO VÍRUS, COM PLACEBO, DÁ ÓBITO!

Sheila disse...

Placebo mata?

Anônimo disse...

Vai ver o placebo chinês é tão bom, mas tão bom, que nem precisa da vacina, ele mesmo imuniza.

Anônimo disse...

"Editor", explica aí esse teu português meio confuso.
O voluntário recebeu o quê?
Ao afirmar que ele "recebeu e não se tratou com a vacina de Oxford, concluímos que ele recebeu a vacina de Oxford, mas não se tratou com ela.
Mas a própria noticia diz exatamente o contrário da tua mensagem. Ele recebeu o placebo, não a vacina.
Vamos lá, Políbio, o jornalista, publica meu comentário dessa vez.

Anônimo disse...

"Morre Brasileiro com nos testes da vacina de Oxford, preferida da minto, , mas ele cancela a compra da vacina Chinesa/Butantan que não deu nenhum problema nos testes."
Nenhum problema com a vacina chinesa....
Você já viu um esquerdopata revelar seus fracassos?

Faça seus dois neurônios trabalhar. A pergunta que você deveria fazer é:
como Doria assinou a acordo da vacina com os chineses antes da pandemia com o vírus chinês?

Anônimo disse...

Profissionais da saúde não deveriam receber placebo. Ou não toma nada ou toma a vacina seja como for. Mas é assim no mundo todo, Bolsonaro não tem culpa nenhuma, como já andam zurrando por aí.

Odir Pawlak disse...

Informação falsa porque o paciente nunca sabe se recebeu a vacina ou um placebo!

Anônimo disse...



Se não querem testes com a vacina, fiquem em casa e façam tricô!

E a RBS anunciar que morreu um voluntário sem esclarecer no título que provavelmente é placebo, foi patético!

Despetralhado disse...

Quem mandou ser jacu rabudo, recebeu a dose da vacina e não fez uso.