Porto Alegre não tem nenhum candidato bolsonarista na disputa pela prefeitura

Os bolsonaristas aparecem bastante divididos em Porto Alegre: os deputados Zucco e Bibo Nunes apoiam Sebastião Melo, enquanto que o deputado Ruy Irigaray apoia o prefeito Marchezan Júnior. Nenhum dos dois é de direita, mas de centro direita, que é também como se identifica Gustavo Paim.

Em Porto Alegre o presidente Jair Bolsonaro não apoia candidato algum à prefeitura e isto dificilmente acontecerá.

Nenhum candidato demonstra pleno alinhamento com o presidente.

O PRTB, Partido do general Mourão, que abriga boa parte dos bolsonaristas que disputam eleições no RS, apoia o deputado Sebastião Melo, MDB, mas o próprio Melo declara-se de centro-direita.

A direita possui apenas um candidato declaradamente de direita, no caso o vereador Valter Nagelstein, PSD. Gustavo Paim, PP, proclama-se centro-direita, dá sinais de apoio a Bolsonaro, mas não abre o jogo por completo.

15 comentários:

elias disse...

Pmb centro direita? É Paulo freire há 35 anos nas escolas, acabando com o futuro do bananão?

Anônimo disse...

Porto Alegre a segunda capital de pior avaliação do bozo. Paim, Valter, mello não podem falar em bozo que vão perder votos. Fora bozo lixo.

Anônimo disse...

Gustavo Paim será um bom prefeito, e em 2022 será um excelente governador.

ZAPELINO B disse...

Não faz nenhuma falta, dada à baixíssima qualificação dos bozominions!!!

Anônimo disse...

Entre dizer ser "direita" e sê-lo de fato há um oceano de diferença. Muitos se declaram assim porque está na moda, agora.

Na minha opinião nenhum dos candidatos à prefeitura é propriamente "direita", assim como Bolsonaro, que pode se dizer de "direita" mas na prática é "centrão-direitista", então estaria mais próximo ao Gustavo Paim que se diz de "centro-direita".

O Heinze não é "bolsonarista-raiz"? Ele está apoiando o Paim.

Anônimo disse...

Menos mal

M. Esther TeixeiraCorrea disse...

Caro Políbio
Menos mal. Chega de hipócritas como Dória, Frota, Joice, etc. Bastou qq candidato parasitar Bolsonaro já é o bastante p/ eu não votar nele.
Esther

Andre Rodrigues disse...

Nenhum candidato é de fato identificado com Bolsonaro. Quem mais se aproxima é Valter Nagelstein, que é o melhor dadas as opções.
Dependendo da circunstância eu poderia votar no Gustavo Paim, mas não sinto nele apoio à Bolsonaro. O Heinze, em quem votei e respeito, me desculpe, mas tá usando o seu apoio a Bolsonaro para angariar votos para o Paim, que na minha percepção não apoia o presidente.

Anônimo disse...


Até a Manuela agora é de direita pois ela não usa mais a foice e o martelo.

RICARDO AMMIRABILE VIANNA disse...

Parece que realmente a direita ou extrema direita também se iguala a esquerda, não conseguem se alinhar com uma linha só e ter apenas um candidato. Bibo Nunes é Bolsonarista de ocasião , está lá apenas para defender seus interesses pessoais e de sua filha, só trabalha em proveito próprio, sempre fez isto. Deputado Zucco também nem sabe onde está vive a sombra do vice presidente Mourão, na realidade é tudo um saco de gatos, sem ideológia , apenas interesses eleitoriais , e defesa pessoal . trocado por nota de R$ 3,00 já está bem pago.

Garivaldino Ferraz disse...


Muitas vezes reclamamos dos eleitores por elegeram gente que sabidamente não presta.
Mas o problema de nossa democracia nem sempre está no eleitor.
Está no sistema que já nos "oferece os elegíveis" definidos!
As opções ora oferecidas não são muito melhores do que o lixo já existente. Quem não for "do esquema", só entra para dar ares de legalidade à pantomima previamente acertada nas cúpulas partidárias.
Eles nunca permitirão uma verdadeira renovação!.

Anônimo disse...

O único que realmente sempre foi de direita é o Gustavo Paim (PP).

Apoiar o Sebastião Melo (MDB) é apoiar um cara de esquerda.

Vivian disse...

O Valter não se apóia no Bolsonaro, mas é o que mais pensa como ele, no sentido de conservadorismo nos costumes, e liberalismo na economia. É pra ele que vai meu voto, pq conhece mto bem os problemas da cidade e tem cancha e pulso pra ver se muda esse quadro triste que virou a cidade.

Anônimo disse...

Excelente comentário do leitor Garivaldino Ferraz.

Sobrou alguém lúcido.

Anônimo disse...

O Valter não se apóia no Bolsonaro, mas é o que mais pensa como ele, no sentido de conservadorismo nos costumes, e liberalismo na economia.

Não há nada de "liberal" no Bolsonaro... era o guedes, que já está "contido", à esta altura.