Saiba como OAS e Odebrecht devolverão dinheiro sujo descoberto pela Lava Jato

Este é apenas um dos acordos relacionados com empreiteiras, políticos e executivos de estatais quye roubaram dinheiro público para si mesmos e para políticos e líderes partidários da organização criminosa montada por Lula e pelo PT, conforme apurações exitosas da Lava Jato.

A procuradora-geral, Raquel Dodge, enviou oito petições ao Supremo em que especifica a forma como delatores que fecharam acordos de colaboração premiada no âmbito da Operação Lava Jato devem efetuar o ressarcimento à União e a outros órgãos públicos lesados. Encaminhados ao relator do caso, ministro Edson Fachin, os documentos são sigilosos e estão relacionados a colaborações de ex-executivos das empresas Odebrecht e OAS. Somados, os valores acertados a título de multa, totalizam mais de R$ 14,7 milhões.

Em cada um dos casos, a PGR requer a divisão dos pagamentos de maneira que as partes 
prejudicadas sejam ressarcidas.

5 comentários:

Anônimo disse...

Não seriam 14,7 bilhões, Políbio?

Anônimo disse...

E o dinheiro das palestras, do Açaí e das muambas? Vão devolver?

Anônimo disse...

Mandou para o STF? Esperem por vinte anos ou mais. O interesse do STF agora é como fazer para soltar Lula do SPA de Curitiba.

Anônimo disse...

Falou bem da OAS e Odbrech, como lula nada foi encontrado de irregular nas contas de lula do Brasil pq ele não tem conta no exterior, portanto lula inocente.

Anônimo disse...

o jaraca pode ter cometido outro crime ao pedir que dilma prejudicase SP e RS , especialmente, fez questao de fizar, SP e RS