Leia a íntegra da Ordem do Dia que rememora o 31 de Março

A seguir, no link, você poderá examinar o texto integral da Ordem do Dia lida nos quartéis, tudo alusivo à passagem do 31 de março, data na qual o general Olímpio Mourão Filho, comandante da 4a. Região Militar, Rio, iniciou a sublevação militar que resultou no impeachment do presidente João Goulasrt pelo Senado, dois dias depois.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

5 comentários:

Anônimo disse...

Sempre me pergunto: Quantos brasileiros os comunistas teriam matado se tivessem tomado o poder em 64?
Na Rússia foram 40 milhões; na China 60; em Cuba estão contando até hoje. Além do que teríamos um gulag em cada estado. Os gloriosos militares de 64 “salvaram” estas vidas. Só isso já deveria ser motivo de reverência e respeito a estes heróis. E muitos morreram por esta causa. Há uma frase que diz: “Quem não respeita os que deram a sua vida para que tivéssemos liberdade, não merecem respeito e muito menos liberdade”.
Darcy/Blumenau

Anônimo disse...




DA SESSÃO PERGUNTAR NÃO OFENDE:

Os fãs de Bolsonaro não foram ao Parcão comemorar a Revolução??????

Anônimo disse...

"ambos extremos do espectro ideológico" é ótimo. O que eles queriam? Agradar a esquerda?

arq.wilson disse...

VIVA 31 de março!

Anônimo disse...

O Movimento Militar, odiado pela esquerda até hoje, 55 anos depois, começou no dia 31 de MARÇO ,
com a saida das tropas do General Olimpio Mourao de Minas.TODA a Mídia queria os militares no Poder. Jango ainda era Presidente.Só deixou de se-lo quando o Presidente do Senado, Auro Andrade,erroneamente, declarou VAGA a Presidencia da República no dia 02 de ABRIL. Jango estava em Porto Alegre,
com Brizola. Brizola desejava o embate, Jango nao queria a guerra civil, preferindo fugir para o Uruguai.!!
Tia Glória