Inflação do IGP-M de abril foi de 0,57%


O IGP-M de abril variou 0,57%, ante a alta de 0,64% no mês anterior, conforme divulgado há pouco pela FGV. O resultado ficou ligeiramente acima do esperado pelo mercado (0,54%). 

No acumulado em doze meses, o índice registrou elevação de 1,89%. 

A desaceleração na margem foi explicada pela menor variação dos preços no atacado, tanto agrícolas como industriais: o IPA agrícola passou de uma elevação de 3,3% para outra de 2,7% no período; já os preços industriais passaram de uma alta de 0,12% para outra de 0,03%, incorporando a deflação mais intensa do minério de ferro. Por sua vez, o IPC acelerou de 0,14% para 0,31%, enquanto o INCC passou de alta de 0,23% para 0,28%. 

Economistas como os do Bradesco, que analisaram esta manhã o índice, acham que o IGP deve seguir desacelerando nos próximos meses, com descompressão dos preços agrícolas, contribuindo para o cenário positivo de inflação ao consumidor.

Um comentário:

Anônimo disse...

Inflação em alta, comunismo em alta no STF, salário em baixa, corrupção em alta, impunidade em baixa.
Já somos um país bolivariano comandado por Cuba, só falta o exercito cubano matar os trabalhadores brasileiros como fazem na Venezuela.