Mercosul reúne-se em SP para expulsar a Venezuela

Os chanceleres do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai vão reunir-se amanhã em São Paulo para resolver o que fazer em relação à Venezuela.

A Venezuela poderá ser expulsa do Mercosul neste final de semana.

13 comentários:

sempre mais disse...

Provavelmente, Brasil e Uruguai vão propor aquele papinho(que não engana a mais ninguém), de que é preciso conversar. Brasil e Uruguai adoram conversar com ditadores. Uruguai está só levando vantagens!

sempre mais disse...

Provavelmente, Brasil e Uruguai vão propor aquele papinho(que não engana a mais ninguém), de que é preciso conversar. Brasil e Uruguai adoram conversar com ditadores. Uruguai está só levando vantagens!

Anônimo disse...

É preciso expulsar sim. Os EUA também tem de impor um embargo e deixar de comprar o petróleo só assim o tirano ditador sanguinário irá enfraquecer. Espero que Janaína Paschoal entre mesmo com a Denúncia junto ao TPI para enquadrar o ditador por crimes contra a humanidade. Ele está matando o povo Venezuelano.

Anônimo disse...

É preciso expulsar sim. Os EUA também tem de impor um embargo e deixar de comprar o petróleo só assim o tirano ditador sanguinário irá enfraquecer. Espero que Janaína Paschoal entre mesmo com a Denúncia junto ao TPI para enquadrar o ditador por crimes contra a humanidade. Ele está matando o povo Venezuelano.

Anônimo disse...

Vamos la por pressao nesses vagabundos bolivarianos, titeres dos cubanos. Precisamos assumir que o Brasil nem responsabilidade nesse estado de coisas, devido aos governos do PT que sustentaram a ditadura chavista.

Anônimo disse...

Já sai tarde donde nunca deveria ter entrado.

Anônimo disse...

Já era para ter expulsado há um ano, pelo menos. Venezuela acabou. É a mesma ditadura que o PT queria impor aos brasileiros.

Anônimo disse...

E o Foro de São Paulo quando terá reunião???

Unknown disse...

DEMORÔ!!!

Adriano disse...

Com ditadores não há diálogo, quem propõe pretende proteger...

Anônimo disse...

CHEFE DO EXÉRCITO VAI ÀS REDES E CRÍTICA CAOS FISCAL DE TEMER E MEIRELLES:

O general Eduardo Villas Boas, comandante do Exército, usou seu perfil no Twitter para criticar o aperto orçamentário que a força terrestre está sofrendo; a instituição está enfrentando um grave contingenciamento de recursos que, segundo fontes militares, está praticamente paralisando os programas estratégicos do Exército, como o Sisfron, sistema de vigilância de fronteiras; contingenciamento de recursos é resultado do caos econômico de Henrique Meirelles e Michel Temer: enquanto Meirelles produziu um rombo anual de R$ 160 bilhões e estourou a meta, Temer gastou R$ 13,4 bilhões só pra se salvar; com isso, governo agora é obrigado a cortar em serviços básicos, como a defesa do País.

4 DE AGOSTO DE 2017

247 - O comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, usou as redes sociais para criticar o aperto orçamentário que a força terrestre está sofrendo. A crítica foi feita nesta quinta-feira, 3, em seu perfil no Twitter. Os recursos hoje disponíveis nos caixas do Exército são suficientes para que se chegue apenas até o mês de setembro.

“Conduzo seguidas reuniões sobre a gestão dos cortes orçamentários impostos ao @exercitooficial. Fazemos nosso dever de casa, mas há limites”, disse o general no microblog, ao falar sobre as dificuldades que a instituição está enfrentando e o grave contingenciamento de recursos que, segundo fontes militares, está praticamente paralisando os programas estratégicos do Exército, como o Sisfron, sistema de vigilância de fronteiras.

A principal queixa dos militares é de que o governo federal impõe seguidas missões ao Exército em todas as áreas, mas a equipe econômica não repassa os recursos necessários para o desempenho dos trabalhos. A última delas foi no Rio, com uma nova ida de tropas para as ruas, para tentar oferecer segurança à população.

As informações são de reportagem de Tânia Monteiro no Estado de S.Paulo.

PS: ]Bom sinal, até o EB já está perdendo a paciencia com O traíra. Caminho para Lula2018 está bem pavimentado. Agora é administrar os fracassos das panelas e esperar 2018 com paciência.

jorge.alves ribeiro disse...

Essa Venezuela tem que ser expulsa do Mercosul, esperamos que o Brasil seja firme e apoie essa medida, porque os PTralhas estão a favor desse ditador de meia tigela.

Anônimo disse...

Venezuela jamais deveria fazer parte do Mercosul e Brasil já deveria ter caído fora há muito.