Sartori fala com Temer e contrapartidas ao acordo da dívida podem sair sem CEEE, CRM e Sulgás

Conforme o editor informou na edição de hoje, o governador Ivo Sartori foi hoje a Brasília para conversar com o presidente Michel Temer, com o qual discutiu a flexibilização da entrega de empresas estatais gaúchas como contrapartida para adesão ao Programa de Recuperação Fiscal dos Estados.

Na segunda-feira, agentes dos governos estadual e federal analisarão uma lista de estatais que poderão ser entregues, sem que sejam necessários 2/3 dos votos da Assembléia, o que acontece em casos como CEEE, CRM e Sulgás;

Sem aderir ao acordo, o governo não conseguirá equilibrar usas contas a tempo (neste mandato). A oposição e até deputados da base aliada negam o estribo no caso das privatizações;

A lista poderia conter o próprio Badesul e até outros ativos.