FGV diz que taxa de desemprego recuou em junho, mas com viés de piora

Os indicadores do mercado de trabalho divulgados ontem pela FGV apontam que o indicador coincidente de desemprego indicou uma redução da taxa de desemprego ao cair de 97,3 para 96,6 pontos em junho.

Acontece que os indicadores coincidente e antecedente mostraram tendências divergentes no mês passado. O indicador antecedente de emprego, ao contrário do apontado acima,  recuou de 99,3 para 96,9 pontos entre maio e junho, indicando um desaquecimento do mercado de trabalho. Esse recuo foi puxado pela queda de 10,3 pontos no componente que mede o ímpeto de contratações na indústria nos três meses seguintes. 

Esse resultado apontado pelo indicador antecedente reforça nossa expectativa de que a taxa de desemprego seguirá em alta nos próximos meses, porém de forma menos intensa do que o observado nos últimos meses.