Saiba quais são as alternativas do PP para a disputa de 2018 pelo Piratini

O PP do RS só decidirá no ano que vem um dos seguintes três caminhos na disputa pelo governo do Estado:

Aliança com Sartori, PMDB
Aliança com Eduardo Leite, PSDB
Candidatura própria

No caso de alianças, o PP não oferece nomes para governador ou vice, mas quer que a senadora Ana Amélia seja a candidata única ao Senado.

Nas eleições do ano que vem, estarão em jogo duas vagas, atualmente ocupadas por Ana Amélia e Paulo Paim, PT.

8 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

O Eduardo Leite não concorre, se concorrer vai ser bom vamos ter um primeiro damo no Rio Grande do Sul

Anônimo disse...

Hmmmm to achando q tem outra alternativa!!! Pq não publicam???

Anônimo disse...

Préstimos de solidariedade ao PP pelo vandalismo ocorrido nas portas de sua sede. Muito bonita e que recebeu tombamento. Foi um atentado a democracia e a todos os partidos. Devem ser punidos.

Anônimo disse...

O PP VAI FAZER TUDO ISSO AÍ? PUTZ. E SÓ PARA ESCLARECER, NÃO SUPORTO PETRALHAS E COMUNISTAS.

Anônimo disse...


O Eduardo Leite, aluno na Universidade de Columbia inscrito ao que aparenta pela COMUNITAS. Interessante que a Comunitas é a consultoria que estava em Porto Alegre trazido pelo PSDB de Marchesan, que diz não cobrar nada pelos serviços. Mas parece que em pelotas depois apareceu uma fatura de R$2.000.000 para cobrar o nada que foi feito.

Fonte:
http://www.sul21.com.br/jornal/vereador-questiona-se-curso-de-ex-prefeito-de-pelotas-nos-eua-e-patrocinado-pela-comunitas/