Três cidadãos gaúchos foram assassinados em apenas três horas em Porto Alegre

Mais três cidadãos gaúchos foram abatidos como gado em Porto Alegre, desta vez num espaço de apenas três horas, nesta madrugada:

- Quinta-feira, 21h30, no Loteamento Bela Vista, entre as ruas Dona Teodora e Frederico Mentz, na Vila Farrapos, um homem e uma mulher foram baleados pelos ocupantes de um Siena prata, que passaram pelo local atirando. Os dois baleados, segundo a Brigada Militar, não tinham relação. A mulher morreu;

- Quinta-feuira, 22h, também na zona norte de Porto Alegre, no Bairro Rubem Berta, Anelissa Rodrigues, 29 anos, foi baleada na Rua Domênico Feoli. Conforme testemunhas, homens em um Uno preto passaram atirando a esmo. Anelissa chegava do trabalho quando foi atingida.


- Quinta, meia noite - Cristiano Lopes Bueno, 41 anos, foi morto a tiros na esquina entre ruas Almada e Mississipi, no bairro Restinga, na zona sul da Capital. 

12 comentários:

Anônimo disse...

Cidadãos..Só temos uma alternativa..Nos armarmos e nos defendermos...a nós e nossas familias..MELHOR doze me julgando..do que seis segurando o meu caixão.

Anônimo disse...

Enquanto as empresas de segurança estão enchendo os bolsos..Mais de 6 BI DE REAIS no ano de 2016..A população pena nas mãos dos marginais..Interessante isso..Deve ter muita gente de peso investindo nesta area...

Unknown disse...

E as autoridades regiamente pagas dos três poderes, bem sentadas em seus gabinetes refrigerados e bem servidos!!!
A população que se exploda!!! Mas... que pague as contas antes!!!

Alberto disse...

Estado da vergonha...

Anônimo disse...

Sartori esta corretissimo. O estado gasta demais. Tem mais é que cortar gasto em segurança mesmo.

Anônimo disse...

Políbio,
Tiraram as armas da população.
o que que tu querias.
Está ruim, mas vai piorar.

Alberto disse...

Virou moda arrastões no Trensurb...

Anônimo disse...

Bolsonaro na bandidagem.

Ultra 8 disse...

Que palhaçada, se querem o fim da violência, acabem com a doença, prendam Sartori e seu marionete da segurança, o genocida de Santa Maria, Schirmer.

Anônimo disse...

Obvio, o Comandante Chefe da Brigada está mais preocupado em dar pau e prender gente dos movimentos sociais.

Anônimo disse...

Mas para dar pau em movimento social não falta brigadiano.

Anônimo disse...

TRES HISTÓRIAS MUITO MAL CONTADAS, CARO POLIBIO.