Gustavo Franco, Gustavo Iochpe e Marcos Troyjo falarão nesta terça-feira na Amcham Porto Alegre.

Será terça-feira o CEO Fórum que a Amcham Porto Alegre promoverá na terça-feira, 13h as 17h, no Teatro Bourbon Country, intitulado "O renascimento 4,0 começa quando pensamos diferente".

Vão falar Gustavo Franco, Gustavo Iochpe e Marcos Troyjo.

7 comentários:

Anônimo disse...

Nunca entendi por esse interesse em ouvir palestras de "entendidos" que já tiveram a oportunidade de comandar a economia e fracassaram.

Anônimo disse...

MORTADELA DETECTED.
GUSTAVO FRANCO, O VERDADEIRO PAI DO PLANO REAL, AJUDOU A TIRAR MILHÕES DE BRASILEIROS DA MISÉRIA E POBREZA COM SUA INTELIGÊNCIA E INTELECTO BRILHANTE.
O OPOSTO DI QUE FIZERAM OS "ECONOMISTAS" PETRALHAS DILMA ROUSSEFF E O CORRUPTO PRESIDIÁRIO GUIDO MANTEGA, CUJA INCOMPETÊNCIA E BURRICE JOGARAM 14 MILHÕES DE PESSOAS NO DESEMPREGO.

Anônimo disse...

Todos interessados nos seus ganhos financeiros ...

Anônimo disse...

show patrocinado por coxinhas asquerosos q deixaram depois de um ano o Brasil desse jeito...

Anônimo disse...

Caro anonimo 18:49 a economia por nao ser ciencia exata (tal como psicologia, ciencias sociais) admite que substituam-se resultados por conversa fiada e palavras bonitas.

O que precisa eh mandar economistas embora e colocar la administradores, engenheiros e gente que da resultado, e nao fala bonito termos que ninguem (nem eles) entendem.

Anônimo disse...

Pois é, estranho não terem chamado o Guido Mantega também. Aquele que era bom.

Anônimo disse...

O maior roubo de dinheiro público que eu já vi”. A declaração do deputado federal oposicionista Fernando Francischini, do PSDB, não é sobre a Petrobras, ou o que a mídia convencionou chamar de Mensalão, mas sobre o Escândalo do Banestado (Banco do Estado do Paraná). O Banestado, por meio de contas CC5, facilitou a evasão de divisas do Brasil para paraísos fiscais, entre 1996 e 2002, na ordem de R$ 150 bilhões. O caso se transformou em na CPMI do Banestado, em 2003, da qual fui integrante em meu primeiro mandato.

Foi uma longa investigação que resultou no relatório final com pedidos de indiciamento de 91 pessoas pelo envio irregular de dinheiro a paraísos fiscais, dentre eles o ex-presidente do Banco Central do governo FHC, Gustavo Franco.

É este falcatrua que virá à Porto Alegre, falar para os bacacas que se dispõem à ouví-lo?